Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Sequência Didática

Representação gráfica do espaço

Objetivos
- Progredir no domínio de relações espaciais.

Flexibilização para deficiência auditiva
- Ampliar as formas de instruções para a linguagem de mímica.

Conteúdo
- Localização, leitura e interpretação de informação matemática em representações gráficas.

Tempo estimado
Cinco aulas.

Ano
1º ao 3º

Material necessário
Papel sulfite e quadriculado e cópias da atividade da 3ª etapa (ou similar).

Desenvolvimento
1ª etapa
 
Flexibilização para deficiência auditiva
Fale sempre de frente para o aluno. Observe se ele está bem posicionado para reter as informações, sejam elas vindas do professor ou dos colegas.

Apresente o seguinte problema: "Um colega de outra turma quer lhe entregar um lápis. Dê indicações por escrito sobre onde fica a sua carteira". Em seguida, proponha que os alunos troquem sua produção com a de um colega e analisem se as indicações são suficientes para a localização. Ainda em duplas, diga que conversem sobre as instruções: quais delas permitem localizar a mesa do colega? Quais são desnecessárias? Peça aos alunos que compartilhem as informações essenciais. Anote no quadro os pontos levantados e solicite que copiem a lista para consultar durante a elaboração de outras atividades.

Flexibilização para deficiência auditiva
Antes ou após a produção escrita, desafie o grupo a indicar a localização por meio da mímica, situando a localização da mobília e a quantidade de carteiras. Estimule essa forma de explicação também em outras etapas deste plano. Caso esse aluno ainda não esteja alfabetizado, organize uma dupla para que, juntos, eles elaborem a descrição e o colega seja seu escriba.

2ª etapa
Peça aos alunos que representem a sala numa folha de papel e destaquem o lugar de cada um sem escrever nomes. Faça perguntas do tipo: "Como sei que aqui é o seu lugar?"; "É necessário desenhar a sala toda?"; "Todos os alunos precisam aparecer?". Recolha as representações e redistribua os papéis. Solicite que coloquem seus nomes em cada folha e escrevam a quem aquele exercício se refere. A seguir, exponha os trabalhos e peça que cada aluno veja se sua representação foi identificada. Separe as que não foram preenchidas corretamente e discuta qual foi o erro. A intenção é mostrar o que é essencial em uma representação do espaço para que outra pessoa possa interpretá-la corretamente. 

3ª etapa

Apresente uma planta da escola sem especificar por escrito onde fica cada dependência (veja o modelo abaixo). Reúna os alunos em grupos e peça que localizem a sala de aula. O esperado é que eles compreendam que são necessárias especificações de pontos de referência. Em seguida, peça que representem graficamente sobre a figura (sem usar palavras) como uma pessoa iria da diretoria à sala da turma.

Flexibilização para deficiência auditiva
Peça que o aluno faça esse trajeto para imaginar como é possível descrevê-lo. 



4ª etapa
Mostre as representações da etapa anterior e peça que, em grupos, as crianças analisem as informações. Os alunos devem apresentar conclusões e listar o que é fundamental para esse tipo de representação gráfica.

Flexibilização para deficiência auditiva
Organize um trio com alunos mais avançados para que favoreça sua participação e sua compreensão.

5ª etapa
Mostre um desenho, como o do modelo abaixo, e peça que o interpretem. Como o autor transmite as informações que deseja? Combine quais códigos podem ser adotados por toda a turma, tais como a utilização de setas e números. Diga que sigam as instruções abaixo e representem os caminhos que Paula pode fazer de sua casa até a padaria. 



6ª etapa
Forme grupos, distribua outra planta da escola e, com base nos códigos aprendidos, peça representações de diferentes percursos. Depois, proponha que os alunos avaliem se os dados preenchidos pelos colegas são compreensíveis.

7ª etapa
Em duplas ou trios, proponha que os estudantes escondam um objeto pela escola e representem no papel quadriculado o caminho que alguém deve seguir para encontrá-lo. Troque os papéis entre os grupos e peça que eles procurem o objeto.

Avaliação
Exponha as produções dos alunos e discuta com eles se é possível saber onde estava "o tesouro" com base nelas. Debata o uso das relações de orientação - para frente, para trás, à esquerda, à direita. Compare essa produção com a que eles fizeram na 1ª etapa e analise os avanços.

Consultoria Ida Maria Fanchini,
professora da EE José Carlos da Silva Junior, em São Paulo.

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.