Assine Nova Escola
Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Sequência Didática

Revisão de concordância verbal e nominal

Objetivo
Revisar textos considerando o uso da norma-padrão da concordância verbal e nominal.

Conteúdo
Concordância verbal e nominal.

Anos
Do 3º ao 5º ano.

Tempo estimado
Quatro aulas.

Material necessário
Cópias de textos (ou de trechos) produzidos anteriomente pelos alunos e gramática da Língua Portuguesa.

Flexibilização para deficiência visual com baixa visão
Computador com datashow ou transparências e retroprojetor.

Desenvolvimento
1ª etapa
Leia as produções dos estudantes e selecione os aspectos relacionados à concordância verbal e nominal que sejam representativos das necessidades de aprendizagem do grupo. Marque nos textos os trechos em que aparecem o uso inadequado desse conteúdo. Lembre-se de que nesse momento o objetivo não é o aluno dominar a terminologia gramatical, mas compreender o fenômeno linguístico em estudo pelo uso.

2ª etapa
Comece apresentando algumas situações para a garotada observar o uso da concordância verbal. Por exemplo: "Os ladrões fugiu sem levar nada" e "Os ladrões fugiram sem levar nada". Problematize com os alunos os usos dessas concordâncias, esclarecendo que há a variação linguística em situações de uso oral, de acordo com a situação comunicativa, as na situação de escrita a gramática normativa defende que o verbo concorde com o sujeito em pessoa e número. Por exemplo: "O aluno saiu da sala e estava assustado" e "Os alunos saíram da sala e estavam assustados". Aponte outros casos de concordância verbal nas quais a turma apresenta mais dificuldade. Com o sujeito anteposto ao verbo: "Mãe e filho chegaram muito tarde em casa". Com o sujeito posposto ao verbo: "Chegaram muito tarde em casa mãe e filho". Com o sujeito constituído por uma expressão partitiva: "A gente vai à festa". Converse com os alunos sobre a necessidade das palavras "combinarem entre si" numa frase e explique que chamamos de concordância verbal quando se trata da combinação entre verbo e sujeito. Se necessário, apresente outros exemplos.

3ª etapa
Para o estudo da concordância nominal, utilize o mesmo procedimento, mostrando algumas situações de uso. Por exemplo: "Os homem estavam muito cansados" e "Os homens estavam muito cansados". Problematize com os alunos o uso mais adequado de acordo com a situação comunicativa. Comente que o primeiro exemplo é muito comum quando falamos e que o segundo é a forma defendida pela gramática normativa, usada na escrita. Mostre outros exemplos mais comuns, como a concordância do pronome com o adjetivo: "Essas noites enluaradas são encantadoras" (o pronome demonstrativo "essas" e os adjetivos "enluaradas" e "encantadoras" concordam com o substantivo "noites" porque o substantivo é feminino e está no plural). Comente com os alunos que nesse caso chamamos de concordância nominal a combinação do substantivo com o artigo, o numeral, o adjetivo e o pronome adjetivo.

Flexibilização para deficiência visual com baixa visão
Coloque o estudante sentado na frente da sala e projete essas frases no telão em tamanho maior. Combine com ele maneiras de participar da atividade em harmonia com o grupo (por exemplo, ele deve levantar a mão quando quiser falar) porque ele nem sempre consegue perceber quem está prestes a falar ou para qual colega a professora deu a vez de participar.

4ª etapa
Apresente alguns trechos selecionados dos textos dos alunos para serem revisados coletivamente. Forme duplas ou trios e peça que leiam os trechos e identifiquem os aspectos que precisam ser revistos.

5ª etapa
Depois desse trabalho, devolva as produções a cada um dos estudantes para que trabalhem em duplas, revisando juntos os seus textos no que se refere aos aspectos discutidos. Solicite a reescrita do trecho revisado. Esse procedimento é importante para que se evite que o aluno fique reescrevendo várias vezes o seu texto por inteiro, o que pode causar cansaço e desinteresse.

6ª etapa
Depois de realizada a revisão, proponha a organização de algumas regras dos aspectos estudados. É interessante recorrer ao uso de uma boa gramática para comparar com as conclusões a que chegaram. Alguns itens possíveis:
- Concordância entre sujeito e verbo: 1) verbo depois do sujeito: "Gato escaldado tem medo de água fria"/ "Os homens foram corajosos". 2) verbo antes do sujeito: "De quem são estes livros?" e "Foram para onde os homens?".
- Concordância entre artigos, pronomes e numerais com os substantivos: "A menina possui muitas pulseiras e brincos coloridos" e "Os carrinhos e as panelinhas espalhados no chão fizeram-no escorregar".
- Concordância com o substantivo mais próximo: "Mágicos e dançarinas portuguesas fizeram o espetáculo" e "O paletó e a calça estão sobre a cama".

Flexibilização para deficiência visual com baixa visão
Dê a ele a oportunidade de consultar uma gramática na tela do computador com as letras ampliadas.

Avaliação
Estimule os alunos para que leiam trechos dos seus textos comentando as alterações que fizeram após as discussões. O que haviam escrito antes e o que puderam perceber e alterar? Observe o que aprenderam e o que ainda precisa ser trabalhado.

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas impressas!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.