Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Atividade Permanente

Quando usar o simple past ou o present perfect

 

Utilize uma reportagem sobre hip-hop para apresentar à turma os diferentes usos desses tempos verbais

 Aula de inglês na sala onde funcionava a secretaria da EMEB Fábio Rodrigues Mendes. Foto: Luisa Santosa

Objetivos
- Reconhecer o present perfect e o simple past como marcadores temporais que compõem o texto e que organizam cronologicamente a história do hip-hop
- Identificar o uso do present perfect e do simple past, observando as diferenças entre eles

Conteúdos
- Gênero notícia
- Present perfect
- Simple past

Anos
8º e 9º

Tempo estimado
Três aulas

Material necessário
Cópias do texto 40 Years on From the Party Where Hip Hop Was Born, disponível em abr.io/hip-hop

Desenvolvimento
1ª etapa
Explique aos alunos que eles vão ler uma notícia sobre o hip-hop e pergunte o que eles sabem sobre o tema, a fim de definir as perguntas que podem ser feitas por você durante a leitura compartilhada. Conte que a notícia foi publicada no site da BBC, a British Broadcasting Corporation, companhia britânica que iniciou suas atividades de radiodifusão em 1922, que hoje atua em várias mídias e atinge um público muito amplo no mundo todo. Explique também que a notícia foi publicada em 2013 na seção Culture e tem como título 40 Years on From the Party Where Hip Hop Was Born. Questione o que a turma consegue entender do título. Talvez, os estudantes compreendam o título na íntegra. Caso isso não aconteça, estimule a leitura por meio de palavras-chave (por exemplo, years, party e was born). Pergunte aos jovens o que eles esperam de uma notícia cujo título é esse. De que ela trata mais especificamente? Provavelmente, eles dirão que o texto deve abordar o nascimento do hip-hop, ou seja, sua origem (quando e onde nasceu e quem contribuiu para isso). Converse com o grupo sobre esse estilo. O que sabem sobre ele? Conhecem os cantores e algumas músicas? De que elas tratam? É importante explorar o contexto, porque ele pode ser usado pela classe como um apoio importante na compreensão do texto em inglês. Quando conhecemos o assunto, é possível fazer inferências e assim ler o material com mais tranquilidade.

2ª etapa
Distribua cópias do texto (ou, se preferir, instrua todos a acessar o conteúdo diretamente na internet). Peça que a turma leia o primeiro parágrafo da notícia e identifique quem criou o hip-hop, quando e onde. Essas são informações fáceis de encontrar. Pergunte então se há outra informação nesse parágrafo que os alunos reconhecem e qual é. Solicite a leitura do início do segundo parágrafo para identificar de que ele trata. Espera-se que digam “a festa”. Pergunte o que o material deve abordar em seguida, ou seja, de que aspectos da festa tratará. Oriente a classe a continuar lendo. Caso necessário, ajude os jovens, concentrando suas perguntas em dois elementos citados: o tamanho da sala de dança e o que a festa representou. Informe que você fez uma seleção dos trechos e, portanto, eles não lerão, em sala, o texto na íntegra. Explique que esse comportamento é muito comum ao lermos uma notícia no jornal ou na internet: em geral, selecionamos partes que nos interessam e pulamos outras. No entanto, reforce que nada impede a leitura do material na íntegra, em casa.

3ª etapa
Leia com os alunos o último parágrafo da primeira parte da notícia. Ele começa com “'Hip hop did not start as a political movement’, Chang tells BBC Culture.” Pergunte o que a classe entende do que foi selecionado e por que o período está entre aspas. É muito provável que os estudantes consigam ler o texto. Caso não saibam o motivo de estar entre aspas, explique que se trata da inclusão de uma opinião de um especialista – Jeff Chang, que foi apresentado no parágrafo anterior como um estudioso do hip- hop. Desafie todos a ler esse parágrafo em busca de informações que contem por que, segundo Chang, as crianças deram início ao hip-hop. Espera-se que o grupo reconheça as expressões past time e have fun. Pergunte se sabem que parte do texto justifica o caráter social do hip-hop, ou seja, para além daquela festa inicial, algo que tomou âmbito de cultura de massa. Caso não consigam identificar o abandono como origem dessa reunião de crianças e jovens em torno do hip-hop, diga a eles.

4ª etapa
Retome o que a turma lembra da notícia que está sendo estudada e peça que reconte oralmente o que foi lido até então. Explique que agora serão estudados os quatro últimos parágrafos. Pergunte o que a moçada entende do subtítulo Creation Myths e o que espera encontrar num texto apresentado dessa forma. Certifique-se de que os alunos sabem o que é um mito de criação. Às vezes, as dúvidas não dizem respeito ao conhecimento que os jovens têm do inglês, e sim dos conceitos mencionados. Destaque o início do segundo parágrafo (“Every culture needs a creation myth” says Chang.) e pergunte o que os estudantes entendem da frase de Chang e se concordam com ela. Solicite que continuem lendo o parágrafo e que leiam também o 5º, para identificar os valores que são transmitidos pelo hip-hop desde o seu nascimento. Reforce que não é necessário compreender todas as palavras do material, apenas identificar o que foi solicitado. Depois de mencionarem os valores, oriente a leitura do 3º parágrafo (“Remembering and preserving the legacy of 1520 Sedgwick Avenue. DJ Kool Herc and the night of 11 August 1973 is a way to keep these positive values alive”) e desafie-os a contar o que compreenderam.

5ª etapa
Peça que o grupo localize no 3º e 4º parágrafos os períodos que expressam o que dizem o professor Morgan e Jeff Chang sobre os pioneiros do hip-hop. É esperado que os alunos selecionem os períodos: “Professor Morgan says, and hip hop’s pioneers transformed ‘the land of the ghetto into the land of myth and the future.’” e “Jeff Chang agrees. For him, looking back to hip hop’s early days is also a way of looking forward”. Pergunte sobre o que falam os dois estudiosos e se todos estão de acordo com essas ideias ou se divergem delas. Em seguida, questione a turma: “Como foi possível chegar à conclusão?” Pode ser que os jovens mencionem a palavra agrees. Caso isso não ocorra, encaminhe-os a encontrar uma palavra no trecho analisado que permita responder à questão. Solicite, então, que opinem sobre os valores propagados pelo hip-hop. Eles consideram valores fundamentais para a humanidade? Já haviam notado que o hip-hop defende isso? Conte para a moçada que a próxima etapa do trabalho será dedicada ao estudo de marcadores temporais que compõem o texto.

6ª etapa
Peça que a turma retome o conteúdo da última parte do texto (Creation Myths) e que diga o que, em síntese, entendeu dela. Pergunte se alguém conhece outros mitos de criação do mundo da música e oriente todos a ler o início do primeiro parágrafo dessa parte (“The story of hip hop’s genesis is a legend as much shrouded in mythology as that of punk and the Sex Pistols’ gig at the Lesser Free Trade Hall in Manchester three years later.”). Questione: “Que outro mito é apresentado?”, “Que banda é associada a ele?” e “Quando a apresentação (gig) legendária dessa banda aconteceu?” Escreva no quadro o período “That gig has become legendary as the birth of post-punk, indie and the entire Manchester scene.”. Solicite que os alunos leiam esse trecho e pergunte o que conseguem entender. É interessante, nesse momento, recorrer ao que conhecem sobre o Sex Pistols e o movimento punk. Mais uma vez, o que os jovens sabem pode ajudar na leitura do material. Preste atenção em como vão se referir ao texto, ou seja, se vão considerá-lo relativo ao passado, ao presente ou ao futuro. Muito provavelmente, vão dizer que se refere a algo que aconteceu no passado. Peça, então, que localizem a forma verbal que compõe o período e pergunte o que sabem sobre ela. Explique que se trata do present perfect – caso não se lembrem de como nomeá-la – e pergunte por que não foi usado o simple past se o período trata de algo que já ocorreu.

7ª etapa
Proponha que os estudantes leiam o seguinte trecho: “Hip hop signaled a profound shift at the beginning of the 1970s…” e digam o que entendem dele. Depois, peça que localizem a forma verbal contida nele e pergunte se ela se refere ao passado, presente ou futuro, e que expliquem como sabem que se trata de algo que aconteceu no passado. Provavelmente, alguns vão mencionar o final ed em “signaled e at the beginning of the 1970s.” . Com isso, oriente-os a voltar a ler “That gig has become legendary as the birth of post-punk, indie and the entire Manchester scene.” e pergunte que diferenças é possível observar nessa composição sintática em relação à marcação do tempo. A ideia é notarem que não há um advérbio de tempo como havia no outro período analisado. É possível, então, deixar indicada uma hipótese de que o present perfect pode ser usado para se referir a algo no passado sem uma clara determinação do tempo em que ocorreu. É importante compreenderem que a composição do enunciado nos leva a concluir isso. A apresentação do Sex Pistols ocorreu num dado momento da história, mas não se pode precisar exatamente quando se tornou legendária. Essa diferença sutil é expressa na língua inglesa e ela só pode ser notada se você oferecer aos estudantes um contexto de uso da língua que balize a análise e reflexão sobre seu emprego. Apenas citar a regra de nada adianta. É importante que os jovens leiam textos originais, construam hipóteses iniciais com relação aos conteúdos estudados, as verifiquem em outros textos e reconheçam regularidades.

8ª etapa
Desafie os alunos a comparar o uso do present perfect observado até então com o do em “But I believe in the values that have sustained hip hop from the beginning...” . Questione: “Trata-se de uma referência ao presente, passado ou futuro?” O contexto vai levá-los a dizer que se trata de algo que ainda acontece, pois os valores mencionados ainda sustentam o hip-hop. É fundamental observarem a presença do advérbio de tempo from the beginning e que você explique ser preciso investigar se essa forma linguística figura em outros textos. Pergunte em que medida o título do texto dialoga com essa ideia. Mais importante do que levar os jovens a conclusões é oferecer a eles momentos de reflexão, sobretudo em relação a uma forma linguística que não encontra uso similar em português.

Avaliação
Observe, durante o desenvolvimento das atividades, como os alunos avançam:
- na localização de informações na notícia estudada;
- nas inferências feitas para dar sentido ao texto lido, levando em conta elementos do texto ou de conhecimento prévio;
- no reconhecimento de elementos característicos da notícia ao ler um exemplar desse gênero;
- na ampliação do conhecimento sobre a origem do hip-hop;
- no reconhecimento do present perfect e do simple past como marcadores temporais que compõem o texto e que organizam cronologicamente acontecimentos relativos à história do hip-hop;
- na diferenciação dos usos do present perfect e do simple past que o texto oferece.

 

Consultoria Celina Fernandes
professora de inglês e consultora de Língua Estrangeira.

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.