Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Sequência Didática

Urbanização: cidades que crescem em meio às florestas

Planeta Sustentável

Objetivos
- Compreender o conceito de urbanização e verificar sua ocorrência em áreas mais afastadas dos principais centros industriais e econômicos do Brasil, especialmente em núcleos florestais.
- Compreender a relação entre a floresta e o espaço urbano.
- Verificar os impactos do advento desses espaços urbanos para as comunidades nativas das florestas.
- Analisar o impacto econômico e socioambiental da urbanização em núcleos florestais.

Conteúdos
- Urbanização.
- Impactos ambientais.
- Floresta Amazônica.
- Desenvolvimento econômico da região norte do Brasil.

Anos
8º e 9º.

Tempo estimado
Três aulas

Desenvolvimento
1ª aula
Esta aula será dedicada a ampliar a noção que os alunos têm sobre o conceito de urbanização. Divida os alunos em grupos de até oito pessoas e peça que eles tentem apresentar, de maneira sucinta e com as próprias palavras, o que entendem pelo termo urbanização. Reserve um tempo para que os grupos troquem informações e experiências e reúna a classe em um círculo, para que os grupos debatam entre si.

Com base nas opiniões dos alunos, ajude-os a definir o que é a urbanização. Explique que, ao contrário do que muitos tendem a pensar, este processo não está restrito a grandes centros econômicos do país. Conte que a urbanização já chegou a praticamente todo o território brasileiro, mesmo que em diferentes graus.

Explique, também, que não há um conceito unânime sobre o que é a urbanização. Mas é possível avaliar este processo por meio da análise de alguns dados: o crescimento populacional; a dinâmica industrial e tecnológica (uma boa referência sobre esse aspecto está no livro "A urbanização brasileira", do geógrafo Milton Santos, 1993); a extensão dos centros comerciais da cidade, entre outros aspectos.

Em seguida, para fechar a explanação, compartilhe o gráfico e mapa abaixo com a turma, que ilustram a evolução do processo de urbanização do Brasil.

Brasil, Evolução da População Urbana 1940 – 2000. Fonte: IBGE
Brasil, Evolução da População Urbana 1940 – 2000. Fonte: IBGE, Censos Demográficos de 1940, 1950, 1960, 1970, 1980, 1991, 2000. In.: BRITTO, Fausto. O deslocamento da população brasileira para as metrópoles. Revista de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, Vol. 20, nº57. São Paulo, Maio/Agosto de 2006.
 Taxa de crescimento da população, segundo os municípios - Brasil – 2000 – 2010. Fonte: IBGE
Mapa 1 - Taxa de crescimento da população, segundo os municípios - Brasil – 2000 – 2010. Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000/2010.div>

Depois de concluir a explicação sobre o conceito de urbanização, mostre a figura 1 aos alunos. Trata-se de uma imagem urbana da cidade de Manaus. Sem identificar a qual cidade a foto se refere, pergunte se a turma conhece os elementos da imagem e se esses elementos têm ligação com o significado de urbanização discutido.

Figura 1: Trânsito em Manaus. Foto: Jonas Oliveira

FIGURA 1: trânsito na cidade de Manaus (Foto: Jonas Oliveira)

Antes de revelar que a foto é da cidade de Manaus, no estado do Amazonas, lembre a turma de que pensar a urbanização brasileira apenas com base nas grandes metrópoles nacionais é distorcer a realidade do Brasil de hoje.

Explique que este processo teve início principalmente a partir dos anos 1940/1950, quando o país recebeu um novo impulso industrial, econômico e financeiro por meio da chegada de novas empresas e pelo empreendimento de grandes obras de infraestrutura.

Destaque que este impulso se deu, em muito, pelo plano de ações estabelecido pelo governo do então presidente Juscelino Kubitschek, os chamados "50 anos em 5" – que foi atrativo para os trabalhadores migrassem para as regiões mais urbanizadas do país naquela época, principalmente os estados da região sudeste.

Conte também que algumas décadas adiante, a estabilidade da economia nacional impulsionou o desenvolvimento econômico das regiões mais pobres do país, como o norte e o nordeste, locais em que o consumo e a especulação imobiliária estão ganhando cada vez mais espaço.

Feito esse esclarecimento, revele aos alunos que a cidade retratada na fotografia é Manaus. Pergunte a eles como imaginam que sejam outras cidades do norte do Brasil, como Rio Branco, no Acre, e Belém, no Pará. Ouça as impressões da turma e conte que essas capitais estão recebendo cada vez mais os impactos da urbanização e que o desenvolvimento econômico da região está possibilitando a abertura de vagas nos setores secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços).

Não se esqueça de listar dados gerais da população e da industrialização dessas cidades: elas se destacam por serem metrópoles regionais polarizadoras do parque industrial e das relações comerciais de seus respectivos estados (o que pode promover uma centralização excessiva em torno da capital, privando as cidades do interior do estado de receberem mais investimentos e serviços). Tanto Manaus, quanto Belém possuem uma população de 1 a 2 milhões de habitantes e estão localizadas em estados com densidade demográfica muito baixa (abaixo de 10 hab/km²).

Para finalizar a aula, encomende aos grupos divididos inicialmente uma pesquisa sobre a urbanização nos estados da região norte do Brasil, cujos resultados devem ser entregues por escrito. Questões como "quais são as principais atividades econômicas dos estados da região?", "O que a urbanização tem a ver com desenvolvimento econômico e social no norte?" e "A Floresta Amazônica influi na economia local?" devem ser investigadas pela classe.

2ª aula

Para começar, solicite que os grupos comentem suas principais descobertas e entreguem os trabalhos escritos. É esperado que os alunos falem sobre a importância que o setor de comércio e serviços tem ganhado na região norte do Brasil. Lembre que muitos shoppings e condomínios de luxo estão sendo construídos em cidades dessa região e que isso é mais uma consequência do processo de urbanização.

Depois de ouvir as opiniões da turma, conte que o objetivo desta aula é entender quais são impactos que a urbanização pode trazer para cidades localizadas em núcleos florestais. Para isso, todos vão discutir a existência de zonas urbanas dentro das florestas. Algumas questões que podem orientar o debate são: "é possível existir uma convivência harmoniosa entre floresta e cidade?", "Qual é o limite dessa relação?", "Quais são as consequências da intervenção urbana para as florestas nativas?".

Peça que os alunos reúnam-se nos mesmos grupos da aula passada e compartilhe com eles as figuras abaixo. Com base na observação das imagens, solicite que elaborem respostas para as seguintes questões: "é possível uma cidade crescer dentro da floresta? Por quê? Isso é bom ou mau?".

Figura 2: Hotel Tropical em Manaus. Foto: Divulgação

FIGURA 2: Hotel Tropical em Manaus (Foto: Divulgação)

 

 Figura 3: Mancha Urbana da Cidade de Manaus. Observe a porção acinzentada (área urbanizada) em contraste com a porção verde da imagem (área de floresta), e o detalhe de sua expansão em direção à periferia da cidade de Manaus. Fonte: Google Earth.
Figura 3: Mancha Urbana da Cidade de Manaus. Observe a porção acinzentada (área urbanizada) em contraste com a porção verde da imagem (área de floresta), e o detalhe de sua expansão em direção à periferia da cidade de Manaus. Fonte: Google Earth.

Em seguida, solicite que cada grupo apresente seu raciocínio, mostrando os prós e contras da relação entre cidades e florestas, de acordo com as observações das imagens. Você será um mediador entre os grupos, reunindo as conclusões de todos e fazendo intervenções sobre os pontos de vista dos alunos sobre o tema.

Após o debate, faça uma breve explanação sobre os grupos tradicionais que habitam o território florestal (ribeirinhos e indígenas, principalmente). Explique aos alunos que as comunidades ribeirinhas são aquelas que vivem próximas às margens dos rios e que boa parte delas vive de atividades de subsistência, beneficiando-se de recursos da própria floresta. Com base nessas informações, levante a seguinte questão para a turma: "a urbanização interfere na vida dessas comunidades? De que forma?". As respostas devem ser elaboradas em casa, por escrito, e entregues na próxima aula, quando a questão será retomada.

3ª aula
Inicie a aula comentando as respostas entregues pelos alunos e tire as dúvidas que os estudantes ainda têm a respeito da relação entre cidades e núcleos florestais.

Em seguida, conte à turma que nesta aula serão apresentados os impactos que a floresta e as comunidades tradicionais recebem em decorrência da urbanização. Retomando a figura 2, exibida na aula anterior, pergunte aos grupos de alunos se eles sabem quais são os interesses que estão por trás do processo desenfreado de urbanização. É provável que eles respondam que se trata de uma questão econômica.

Complemente as respostas explicando a questão da especulação imobiliária (remoção da floresta para a implantação de outros empreendimentos – pastagens, indústrias e condomínios, por exemplo), que se mostra atrativa para a chegada de novas plantas industriais, construtoras e grandes redes comerciais.

Conte também que esses investimentos levam a um aquecimento da economia – ou seja, abre-se um mercado consumidor ainda pouco explorado (isso sem contar o potencial turístico e de exploração de recursos naturais da Floresta Amazônica). Em decorrência desse processo, intimamente ligado ao crescimento das cidades, os bens da floresta passam a ser cobiçados em alcance "global" e deixam de ser apenas uma prioridade para a sobrevivência das comunidades locais (ou nativas).

Discuta com os alunos as consequências da urbanização desenfreada dessas “cidades na floresta” e sua relação com as comunidades tradicionais da região. É possível uma convivência harmônica entre ambas? Ressalte como o espaço da floresta pode desaparecer em prol de uma expansão urbana que desrespeita a paisagem. Qual é o limite para o crescimento dessas cidades?

Por fim, apresente à classe formas de desrespeito às comunidades tradicionais, assim como possíveis soluções para esse problema. Enfatize a importância dos relatórios de impacto ambiental, das leis de zoneamento, da criação de reservas e de parques, entre outras ações controladoras do chamado "crescimento desenfreado". Para exemplificar algumas soluções adotadas para proteger as comunidades nativas, fale sobre a criação de reservas de exploração exclusiva do bioma pela comunidade local. Isso significa que essas comunidades têm por responsabilidade manter o ciclo de preservação dos biomas e, de certa forma, contribuir para a discussão do aproveitamento consciente dos recursos florestais nas cidades e seus arredores. Para oferecer mais informações a respeito, você pode consultar o documento do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) a respeito de populações tradicionais e reservas extrativistas, disponível aqui: http://abr.io/ibama.

Avaliação
Leve em conta os objetivos propostos no início desta sequência didática para avaliar a participação dos alunos (tanto individual, quanto nas atividades em grupo). Verifique, por meio dos debates em sala e dos trabalhos escritos, se eles compreenderam como analisar o processo de urbanização, seus impactos (positivos e negativos) na região florestal e a relação desse processo com o desenvolvimento econômico brasileiro.

Consultoria Wanderlei Evaristo de Mattos
Mestrando em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP) e professor da rede pública estadual de São Paulo.

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários

Abril CPFL BUNGE SABESP PETROBRS CAMARGO CORREA CAIXA

Professor, dê suas opiniões, críticas e sugestões sobre este Plano de Aula: planetasustentavel@abril.com.br

 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.