Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Sequência Didática

Os lados da História

Objetivos
Compreender a noção de que a História pode ser contada de diversas formas.
Analisar o conteúdo histórico de uma reportagem e de um texto literário.
Diferenciar objetivos e consequências na análise da história das bandeiras.

Conteúdos
Entradas e bandeiras.
Formas de narrar um fato histórico.

Anos
7º e 8º.

Material necessário
Cópias dos textos:
- poema O Caçador de Esmeraldas, de Olavo Bilac;
- reportagem Os Brutos que Conquistaram o Brasil, da revista Superinteressante.

Duração
Quatro aulas.

Desenvolvimento
Antes de começar, a turma já deve dispor de informações básicas para a compreensão do fenômeno das bandeiras e das conseqüências dessas expedições.

1ª etapa
Realize com a classe uma leitura compartilhada do poema, que caracteriza os bandeirantes com traços heróicos. Mostre como os adjetivos constroem um perfil elogioso do personagem.

2ª etapa
Organize os alunos em grupos para a leitura da reportagem da Superinteressante, um texto mais recente e crítico sobre as bandeiras. Levante questões para estimular o debate: como eram os bandeirantes segundo o relato? Quais os motivos que levavam os paulistas a penetrar no sertão brasileiro? Quais as principais conseqüências dessas incursões?

3ª etapa

Hora de contrapor os dois relatos, avaliando as perspectivas do poeta e do repórter. Pode-se dizer que eles têm os mesmos objetivos ao contar a história? Quais seriam eles? Para que a classe saiba mais sobre Olavo Bilac, oriente a busca de informações sobre a vida e as posições políticas dele. Nessa etapa, sua intervenção deve mostrar que, dependendo das intenções do narrador, a história pode ser contada de diversas maneiras.

Avaliação
Proponha a escrita de um texto individual que cumpra dois requisitos: destacar os objetivos dos bandeirantes e as conseqüências das expedições e comparar as perspectivas sobre a história das bandeiras nas duas narrativas estudadas. Verifique se os alunos informam os dados corretos e se percebem que o primeiro relato enfatiza os objetivos dos bandeirantes, enquanto o segundo foca suas consequências.

Consultoria Daniel Vieira Helene
Selecionador do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10.

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.