Revista do mês
Nova Escola
Assine Nova Escola

Os imperadores romanos e seus principais feitos

Vistamos a exposição Roma: a vida e os imperadores, em cartaz no Museu de Arte de São Paulo (Masp). Dividida em quatro núcleos, a mostra reúne 370 peças, vídeos explicativos e textos sobre os romanos. O período englobado na exposição vai do final da República aos primeiros séculos do Império (1 a.C. a 3 d.C.). Nesta galeria, apresentamos os principais imperadores de Roma, responsáveis pela expansão territorial que transformou a civilização romana no maior império que o mundo já viu.

  • Júlio César (100 - 44 a.C.)

    Júlio César (100 - 44 a.C.)

    Júlio César foi um líder militar e político da República romana. Como comandante militar, foi bem sucedido em todas as suas campanhas, fosse qual fosse o terreno ou altura do ano. A sua versatilidade permitiu-lhe vitórias em batalhas, cercos e guerras de guerrilha, baseadas numa disciplina rigorosa e no amor que os soldados lhe tinham, bem como no uso inovador que dava à cavalaria romana. Durante o tempo em que esteva no poder, expandiu as fronteiras até o Oceano Atlântico.

  • Augusto (27 a. C. - 14 d. C.)

    Augusto (27 a. C. - 14 d. C.)

    Augusto fez um governo de ordem e hierarquia. Lutou contra a decadência dos costumes, reorganizou a administração e as forças armadas, tornando-as permanentes e fixando-as nas fronteiras. Criou organismos governamentais (conselho do príncipe, prefeitos). Para facilitar o censo e a cobrança de impostos,dividiu Roma em 14 regiões e reorganizou a administração das províncias. Fomentou o desenvolvimento da agricultura e assim saneou as finanças do Estado.

  • Calígula (37-41)

    Calígula foi considerado injusto e cruel por colocar sua autoridade acima da lei - o imperador trabalhou sobretudo para concentrar poder, confrontando o Senado e a aristocracia romana. A falta de controle dos gastos públicos levou Calígula a aumentar os impostos na civilização. Cansados dos arroubos e das tendências absolutistas do imperador, senadores e membros da guarda pretoriana conspiraram para matá-lo. Aos 29 anos, Calígula foi assassinado a golpes de adaga.

    Victor Malta
  • Nero (54-68)

    Tornado soberano aos 17 anos, Nero cometeu vários crimes durante seu governo - entre eles, mandou matar seu próprio irmão e sua mãe. Perseguiu os cristãos que se negavam a aceitar os deuses e os cultos romanos, inclusive o culto ao imperador. Em 64, foi acusado de ter mandado atear fogo à cidade de Roma, embora não haja provas objetivas disso. Declarado inimigo público número um pelo Senado, ele fugiu para uma propriedade no campo, onde se matou com o auxílio de seu secretário.

    Vilmar Oliveira
  • Septímio Severo (193-211)

    Septímio Severo (193-211)

    Foi o primeiro cidadão oriundo de uma província romana a assumir o trono. Comandante das legiões instaladas na região do rio Danúbio, foi proclamado imperador romano no ano de 193. Durante seus 18 anos de poder, colocou o Senado e as tradições de Roma em segundo plano, transformando seu governo em uma monarquia militar - aumentou o salário dos soldados, reajustou o status civil deles e fundou colégios militares. Governou até 211, ano de sua morte.

  • Caracala (211-217)

    Caracala (211-217)

    Filho de Septímio Severo, Caracala foi um dos mais cruéis tiranos da história de Roma. Sua força como imperador provinha da habilidade com que conquistava a fidelidade dos soldados, compartilhando dos seus trabalhos braçais. Entre seus principais feitos, destaca-se ao decreto de 212, que concedia a todos os homens livres do império o título e direitos de cidadania.

Exposição -  Roma: A vida e os imperadores

Em cartaz até o dia 22 de abril de 2012 no Museu de Arte de São Paulo (Masp). De terça a domingo e feriados, das 11h às 18h. Quintas-feiras, das 11h às 20h. A bilheteria fecha sempre 30 minutos antes do museu.

Endereço: Avenida Paulista, 1578 - Cerqueira César, São Paulo/SP.
Agendamento de visitas guiadas (exclusivamente por e-mail): agendamento.roma@masp.art.br
Informações aqui
Ingresso: 15 reais. Estudantes, professores e aposentados com comprovantes pagam 7 reais.Visitantes até 10 anos e acima de 60 anos de idade têm entrada gratuita.

 

 

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
Assine já a sua revista!
Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.