Assine Nova Escola
Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Projeto

Ler para estudar: aves em extinção no Brasil

Neste projeto didático, você vai ver como trabalhar com produção de texto e procedimentos de pesquisa com alunos do 1º ao 5º ano em sala multisseriada.

Objetivos
- Selecionar materiais de pesquisa a partir da leitura do índice, títulos e subtítulos, imagens e outros recursos gráficos; 
- Levantar as ideias principais do texto para organizá-las em sequência lógica; 
- Escrever anotações de pesquisa, com base na leitura de diferentes textos sobre um mesmo tema; 
- Produzir textos informativos.

Conteúdos
- Produção de texto
- Procedimentos de pesquisa (selecionar informações, tomar notas e entrevistar)

Anos
1º a 5º (classe multisseriada).

Tempo estimado
15 aulas.

Material necessário
Livros, jornais, revistas, folhetos sites e outros portadores que contenham textos informativos (artigos de divulgação científica, verbetes e outros gêneros) que abordem os temas de pesquisa escolhido: as causas da extinção e aves brasileiras ameaçadas.

Produto final
Folheto informativo sobre animais em extinção.

Flexibilização
Para alunos com deficiência auditiva
Eles podem ser desafiados a participar através de propostas que explorem percepção visual, identificação, seriação e agrupamento. Apresente um vídeo sobre animais em extinção com o objetivo de explorar o conceito de extinção. Logo após, disponha imagens destes dentre outros animais para que sejam classificados. Você pode criar um jogo de memória com imagens de animais em extinção. Estas propostas podem ser lançadas ao grupo todo ou em paralelo, o jogo de memória, se construídos em classe, pode ser oferecido ao grupo. 

Desenvolvimento
1ª etapa
Apresente a ideia do projeto: pesquisar causas e consequências da extinção dos animais brasileiros e, em especial de uma ave a ser escolhida pelo grupo. Explique que a pesquisa vai dar origem a um folheto informativo sobre o tema. Se possível, nesse primeiro momento, mostre alguns folhetos para que os alunos percebam as características do portador e compreendam a tarefa que irão desenvolver.

Converse com a classe sobre o possível destinatário do folheto. Os alunos poderão entregá-lo na Secretaria do Meio Ambiente do Município ou distribuí-lo na própria escola para uma determinada turma. O importante é que, desde o início do trabalho, todos tenham clareza da finalidade das atividades que desenvolverão e o destinatário real de suas produções. 

Faça um levantamento de conhecimentos prévios, pedindo aos alunos que escrevam o que já sabem sobre o tema. Para as crianças que ainda não realizam a escrita convencional, tanto o professor como os alunos que já escrevem com autonomia poderão atuar como escribas, fazendo o registro das ideias. 

Em seguida, proponha a socialização e faça um registro coletivo em um cartaz entitulado: O que sabemos sobre as causas e consequências da extinção dos animais brasileiros? Quais aves brasileiras estão em extinção? Deixe-o exposto em um local visível onde possa ser consultado, sempre que necessário.

2ª etapa
Selecione, com antecedência, diferentes materiais de pesquisa (livros, jornais, revistas, sites etc) que apresentem textos, imagens e gráficos que ofereçam informações sobre as causas da extinção dos animais no Brasil. Junto a esse material, acrescente também outros portadores que não abordem o assunto a ser estudado. O objetivo é que os alunos façam a leitura e seleção do material, procurando identificar quais deles poderão ser úteis ao trabalho de pesquisa que irão realizar. 

Organize junto com a turma uma lista de possíveis subtemas de pesquisa, como desmatamento, poluição e mudanças climáticas. Divida a turma em grupos de acordo com a quantidade de subtemas e peça que selecionem entre materiais disponíveis aqueles que poderão ser úteis para descobrir mais informações sobre o assunto pelo qual ficaram responsáveis. 

Ajude-os a colocar em jogo alguns comportamentos leitores necessários à seleção de temas de pesquisa: consulta ao índice para localização de temas e subtemas, leitura seletiva das informações relacionadas ao assunto, identificação de imagens pertinentes etc. Se achar necessário, combine tarefas diferentes conforme as competências leitoras dos alunos: para os leitores iniciantes, proponha que identifiquem onde está escrito determinada palavra referente ao tema. Já para aqueles que possuem uma maior autonomia leitora, desafie-os a ler o texto em voz alta para os colegas do grupo para juntos decidirem se o mesmo servirá ou não à pesquisa.

3ª etapa
Selecione um bom modelo de texto informativo entre aqueles localizados pelos alunos anteriormente e proponha uma tomada de notas coletiva. Faça a leitura compartilhada. Lembre-se que todos os alunos devem possuir uma cópia do texto. Terminada a leitura, pergunte o que mais lhes chamou a atenção e comente que vocês irão fazer juntos uma segunda leitura, parando em cada parágrafo para sublinhar as informações que a classe julgar mais importantes, e que, a partir desta leitura, tomarão notas desse texto, tendo você como escriba. 

Releia o texto, parando a cada parágrafo para discutir quais as informações que devem ser grifadas. Deixe que as crianças falem, mas faça intervenções caso as sugestões sejam inadequadas. Nesse momento, sua função é tanto problematizar, quanto ajudá-los a encontrar boas soluções. Releia as informações que foram selecionadas e sublinhadas e pergunte se todas as mais importantes já estão ressaltadas. Caso não percebam a ausência de alguma informação importante, aponte você mesmo. 

Terminada essa tarefa, é hora de construir coletivamente as anotações, transformando as passagens sublinhadas em itens. Registre as notas em um cartaz intitulado "notas sobre as causas da extinção dos animais". Neste momento, sua orientação deve ser no sentido de evitar cópias literais do texto, exceto nos casos em que não houver possibilidade de resumir ou reapresentar as informações de outra forma.

4ª etapa
Combine com os alunos que eles deverão fazer em duplas o mesmo trabalho que foi feito coletivamente pela sala na etapa anterior do projeto. Divida a turma em grupos e entregue para cada um deles o material separado na etapa 2 do projeto e peça-lhes que selecionem um dos textos sobre os quais deverão tomar notas. Depois, eles devem discutir o que é mais importante em cada parágrafo (um por vez) e grifar. No final, deve fazer a releitura dos grifos e verificar se nada muito importante ficou de fora. Feito isso, eles devem transformar os grifos em itens da sua anotação. 

Atente para que os alunos que ainda não são leitores autônomos possam sentir-se contemplados durante a atividade. Proponha que participem das decisões sobre os trechos que deverão ser sublinhados, escutando atentamente a leitura realizada pelos demais membros do grupo. Enquanto estiverem trabalhando, circule pela sala observando se estão conseguindo realizar a tarefa a contento, ou seja, se há algum grupo muito perdido na seleção das informações e na tomada de notas. Nestes casos, releia os parágrafos, mostre o que foi sublinhado e faça perguntas comparando com as informações que ficaram de fora para que repensem a relevância. No caso dos grupos que estiverem copiando literalmente as informações, dê um exemplo de como podem tomar nota sem se limitar à cópia.

5ª etapa
Converse com os alunos apresentando a proposta de escrita: agora que a turma já sabe tantas coisas sobre as causas da extinção dos animais brasileiros, chegou a hora de escrever um texto para o folheto. Informe que a escrita desse texto será apoiada nas anotações feitas pela classe. Retome os temas dos textos lidos, as notas realizadas pelos grupos e questione a classe sobre a sequência da apresentação das informações no texto que irão produzir: qual desses assuntos deve ser o primeiro a aparecer no texto, qual deve vir depois, e assim por diante. É usual que a progressão das informações num texto que tem por finalidade informar sobre um determinado assunto parta de uma exposição mais geral do tema (o problema da extinção dos animais) para examinar, a seguir, cada um dos problemas ou características do assunto (as diferentes causas: poluição, desmatamento, aquecimento global etc.). Mas, é importante que os alunos possam refletir sobre isso, discutir o que deve vir em cada lugar pensando no leitor desse texto, em como isso pode ficar mais claro para quem vai ler. É um exercício importante de autoria e reflexão sobre a escrita de textos, que não ocorreria se tivessem o modelo de escrita já pronto. 

Com base nas anotações feitas pela turma, organize coletivamente uma lista dos temas e subtemas que deverão compor o texto e faça a escrita coletiva em um cartaz. Intervenha para garantir que ele fique coerente e coeso. Foque a atenção das crianças na melhor forma de dizer algo, escute diferentes opiniões, peça para eles decidirem a linguagem mais adequada. Sempre que estiverem em dúvida ou esquecerem alguns nomes difíceis, proponha a retomada do texto-fonte ou da síntese/esquema feitos. Mostre que consultar é um procedimento comum quando escrevemos um texto informativo. 

É importante salientar que mesmo o professor atuando como escriba, o texto poderá ter problemas relacionados aos aspectos discursivos (coerência e coesão, falta ou exagero de informações, dados incompletos ou errados, entre outros), mas não os de ordem notacional (ortografia, paragrafação por exemplo). Tais problemas poderão ser revisados em um momento posterior.

6ª etapa
Depois de alguns dias, retome o texto escrito anteriormente e proponha uma revisão coletiva. Relembre o que decidiram no planejamento sobre as informações que não poderiam faltar e, logo em seguida, faça uma leitura em voz alta. Conforme for lendo, peça para os alunos irem fazendo comentários e sugestões de mudanças. Caso o texto apresente algum problema que ninguém percebeu, aponte-o e espere os alunos tentarem responder. Utilize estratégias de revisão, ou seja, não apague o que for modificando. Utilize cores diferentes, chaves para acrescentar palavras, símbolos (como asterisco, para introduzir uma passagem maior do texto), entre outras. Guarde o cartaz para que o texto revisado possa ser passado a limpo no momento de elaboração do folheto.

7ª etapa
Antes dessa aula, faça um levantamento das aves brasileiras que estão em extinção e apresente-a para que a classe possa escolher uma delas para incluir informações no folheto que irão escrever. Selecione dois textos informativos com conteúdos relevantes sobre a ave escolhida pela turma. Os textos devem ter diferentes níveis de complexidade para atender a leitores em diferentes níveis de leitura. Peça que, organizados em grupos, façam a leitura silenciosa dos textos, procurando grifar as informações que acharem relevantes. Se quiser, distribua-os conforme as competências leitoras de cada um dos grupos. 

Organize uma roda de conversa sobre as leituras realizadas, levantando os temas que são tratados nos diferentes textos lidos. Se quiser, organize-os em lista e registre-os na lousa. Procure garantir que as crianças exponham o que conseguiram aprender sobre cada um deles, confrontando as informações apresentadas nos diferentes textos e ampliando os conhecimentos do grupo. Quanto mais rica for essa conversa, mais repertório as duplas terão para garantir a qualidade informativa de suas produções. 

Informe os alunos que uma maneira de organizar as informações pesquisadas é organizar um fichamento. Distribua para cada um dos grupos uma ficha com os temas referentes ao animal pesquisado: nome do animal, localização, características físicas (peso, altura, penugem, bico etc), alimentação, hábitos, tempo de gestação, causas da extinção etc. 

Atente para que todos os alunos participem desse processo. Assim, aqueles que ainda não escrevem com autonomia podem ser ditantes, enquanto os demais podem atuar como escribas. Também é possível desafiar os escritores iniciantes a grafar determinadas palavras ao longo do trabalho. Peça que retomem os textos lidos e as informações discutidas na roda de conversa e preencham a ficha do animal escolhido pela turma. Recolha esse material para retomá-lo novamente no momento de escrita do texto.

8ª etapa
Se possível, convide um biólogo ou ecologista para fazer uma pequena palestra sobre o animal pesquisado pelo grupo. Informe-lhe sobre o que a turma já sabe sobre o assunto e peça-lhe que apresente informações complementares para que possam ampliar as anotações que fizeram na ficha na aula anterior. 

Antes da visita do especialista, é necessário preparar a turma para tomar notas durante uma palestra. Prepare uma ficha com os principais temas que serão abordados para que todos possam fazer suas anotações. Explique à turma que não é preciso registrar todas as falas do convidado, mas apenas as informações que interessam à pesquisa que está sendo realizada. Oriente os alunos que ainda não escrevem com autonomia para que fiquem atentos à fala para ajudar a completar as anotações daqueles que ficaram responsáveis em registrar a palestra. 

Deixe um tempo para que todos façam perguntas e durante a palestra, anote também as informações que julgar mais relevantes. É importante que a turma possa observá-lo como um modelo durante a atividade. Ao final da palestra, organize uma roda de conversa para que todos possam compartilhar as informações que anotaram e, para que aqueles que apenas ouviram, possam também socializar os dados que julgaram mais relevantes. Faça uma tomada de notas coletiva em um cartaz e informe-lhes que, na próxima aula, farão a escrita coletiva de um texto informativo sobre o animal pesquisado.

9ª etapa
Converse com os alunos apresentando a proposta de escrita: agora que a turma já sabe tantas coisas sobre o animal pesquisado, chegou a hora de escrever um texto para o folheto que será produzido pela turma. Informe que a escrita desse texto, assim como aquele que escreveram sobre as causas da extinção, será apoiada nas anotações feitas pela classe. Siga os mesmos procedimentos adotados durante a escrita do texto anterior (5ª etapa).

10ª etapa
Depois de alguns dias, retome o texto escrito anteriormente e proponha uma revisão coletiva. Relembre o que decidiram no planejamento sobre as informações que não poderiam faltar e, logo em seguida, faça uma leitura em voz alta. Conforme for lendo, peça para os alunos irem fazendo comentários e sugestões de mudanças. Caso o texto apresente algum problema que ninguém percebeu, aponte-o e espere os alunos tentarem responder. Utilize as mesmas estratégias de revisão da 6ª etapa.

11ª etapa
Selecione vários modelos de folhetos informativos e traga-os para a sala. Mostre-os à turma para que possam analisar as características do portador e decidir como farão o seu material. Ajude-os a observar os títulos, o uso e localização das imagens, o formato, o tipo de papel e outras características do material para, em seguida, planejar seu folheto.

12ª etapa
Divida a sala em grupos e distribua tarefas: enquanto alguns alunos "passarão o texto dos cartazes a limpo" no formato de folheto escolhido pelo grupo, outros poderão desenhar ou recortar as imagens que ilustrarão o material e outros, ainda, poderão escrever os títulos e subtítulos de cada um dos textos. Procure organizar as tarefas de acordo com as competências leitoras e escritoras de cada criança.

13ª etapa
Estabeleça o dia para entrega do folheto. Os alunos poderão fazer uma pequena apresentação narrando como foi o processo de elaboração do mesmo para que os destinatários conheçam um pouco do trabalho realizado. Em seguida, organize uma roda de conversa para que os alunos possam expor o que aprenderam ao longo do processo, quais os principais avanços e as dificuldades que enfrentaram para realizar a tarefa proposta. Por fim, com base nas apreciações feitas pelos alunos, comente suas impressões sobre o envolvimento do grupo.

Avaliação
Ao longo do projeto, procure observar: 

a) a participação e o envolvimento de cada aluno nas etapas de pesquisa e registro; 

b) os comportamentos leitores demonstrados nos momentos de pesquisa: seleção do material, consulta ao índice, aos títulos e subtítulos, tomadas de notas etc.; 

c) as parcerias que foram produtivas e as dificuldades demonstradas individual e coletivamente; 

d) os comportamentos escritores demonstrados nos momentos de escrita coletiva: uso de elementos constitutivos dos textos informativos (título, esquematização inicial, expansão do tema e subtemas), cuidado com o sentido e completude das informações, segmentação do texto em parágrafos etc.

Consultoria: Denise Guilherme
Formadora de professores em redes municipais e selecionadora do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10.

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas impressas!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.