Revista do mês
Nova Escola
Assine Nova Escola
publicidade

Escrita pelo aluno na alfabetização inicial

Paula Takada

=== PÁGINA 1 ====
=== PÁGINA 2 ====
=== PÁGINA 3 ====
=== PÁGINA 4 ====
=== PÁGINA 5.1 ====
=== PÁGINA 5.3 ====
=== PÁGINA 5.4 ====
=== PÁGINA 5.5 ====
=== PÁGINA 6 ====
=== PÁGINA 7.1 ====
=== PÁGINA 7.2 ====
=== PÁGINA 7.3 ====
=== PÁGINA 7.4 ====
=== PÁGINA 8.1 ====
=== PÁGINA 8.2 ====
=== PÁGINA 8.3 ====
=== PÁGINA 8.4 ====
=== PÁGINA 8.5 ====
=== PÁGINA 8.6 ====
=== PÁGINA 9.1 ====
=== PÁGINA 9.2 ====
=== PÁGINA 9.3 ====
=== PÁGINA 9.4 ====
=== PÁGINA 9.5 ====
=== PÁGINA 10 ====

Ailton Ramos - Postado em 28/06/2014 00:15:05

Realmente essa revista é muito importante para nós educadores, tem contribuído pra com nosso trabalho. Parabéns.

Jeanny Maria Figueiredo de Oliveira - Postado em 14/04/2013 15:17:46

PARABÉNS, A REVISTA É NOTA 10! :D TIROU DÚVIDAS IMPORTANTES SOBRE O ASSUNTO . BJS :*

Jaqueline Garcia de Oliveira - Postado em 29/08/2012 14:55:36

Minha filha tem 6 anos,estuda em uma escola particular.Gostaria de saber se é certo a professora apagar mais de uma vez a lição só porque não estava bonito?Obrigada.

Teresa de Sousa Martins - Postado em 12/06/2012 21:20:01

A interação da criança com a escrita durante o processo de alfabetização facilitará na compreeensão da leitura, e quando a escrita é elaborada pela própria criança a interpretação do professor é muito importante para conhecer o aluno.

luciana simplicio de morais - Postado em 09/06/2012 17:04:14

O mais importante é propor atividades desafiadoras para as crianças, como cantigas de rodas conhecidas, parlendas e lista de frutas.

marilin rocha pereira - Postado em 08/06/2012 19:36:07

Todo professor precisa ter consciência sobre sua função na sala de aula,mediador entre os conhecimentos adquiridos e os novos saberes a serem apreendidos. O professor é a ponte entre o querer e o poder, no sentido da leitura e escrita. Todo e qualquer portador de texto é um instrumento a ser utilizado.

Lúcia Ferraz Varges de souza - Postado em 08/06/2012 15:38:07

Apesar da minha pouca experiência como professora alfabetizadora, fico orgulhosa quando vejo ex-alunos no terceiro ano lendo livro e produzindo pequenos textos, com uma imaginação de dar gosto... percebo assim, que o modo como alfabetizamos reflete diretamente nos leitores que construímos... fico feliz em ver a contribuição da Nova nessa minha jornada de alfabetizadora.

Rosirene Ferreira da Silva Reis - Postado em 01/06/2012 20:53:33

O mais importante é propor atividades desafiadoras para as crianças, como charadas, contos conhecidos pelas crianças, re- contos (um conto conhecido recontado de outra maneira pelas crianças), lista de brinquedos preferidos, frutas etc.

Nome não registrado - Postado em 09/04/2012 12:15:12

QUANDO ESCOLHI O MAGISTÉRIO ERA MEU SONHO SER IGUAL MINHA PROFESSORA, HOJE, ESTOU FORA DE SALA DE AULA HÁ ANOS E VEJO QUE MEU SONHO NÃO SE TORNOU REALIDADE, MAS DESEJO QUE TODOS OS PROFESSORES ACIMA DE TUDO AME SUA PROFISSÃO.

Nome não registrado - Postado em 03/04/2012 18:15:30

Há que se considerar que a alfabetização inicial se começa antes mesmo do 1ºano. Ou até desde a creche ou no seio familiar, com estímulos e oportunidades oferecidas às crianças para tal. Como professora de Educação Infantil posso garantir que a maioria das crianças mostram competências e habilidades necessárias para adquirir a aprendizagem de leitura e escrita nessa fase, com + -5 anos. E isso sem esquecer da importância das outras expectativas que devem ser trabalhadas na modalidade, assim como o lúdico, a fantasia, manipular, explorar e perceber o mundo que a rodeia.

Nome não registrado - Postado em 08/03/2012 22:50:14

As dicas são excelentes, porém a presença da prática tradicional ainda é pesada e maciça nas escolas, entrei numa turma de alfabetização e tentei introduzir um trabalho como o proposto pela revista, e fui mal interpretada, pois a professora da turma de alfabetização 2 é tradicional, então a direção da escola me obrigou a fazer meu trabalho como o da outra professora(que é mais antiga) para que não acontecessem comparações entre turmas, então fui tolhida na minha vontade de fazer uma alfabetização mais voltada para o letramento. E para não perder meu emprego, estão acatando todas as ordens e desaprendendo tudo o que aprendi e pesquisei durante 4 anos de curso. Uma pena, mas eu preciso trabalhar. Agora uma experiencia adquiri com isso tudo: nada pode ser radical, na pratica construtivista existe a presença da tradicional e na tradicional existe a presença da construtivista, podem crer nisso.Abs companheiras(os)

Nome não registrado - Postado em 15/02/2012 12:12:41

Realmente os profissionais sérios são poucos, mas os que querem trabalhar com dedicação e afinco nem sempre são aproveitados. precisamos mudar algumas políticas de contratação e deixar professores natos terem suas oportunidades e mostrarem seus trabalhos, tirando de pauta os que não querem nada.

anilda de araujo carvalho mello teixeira - Postado em 09/10/2011 10:17:44

olá sou Profa Anilda: gostaria de parabenizar o professor do vídeo pois sua observação em relação a escrita do alunado foi realmente criteriosa. Professores como você me faz acreditar em uma futura boa educação, pois temos poucos educandos envolvidos, precisamos mais envolvimento com esse objetivo e compromisso.

ana paula dos santos - Postado em 27/09/2011 20:13:32

Teberosky é realmente referência quando se fala em alfabetização.Conclui o curso de padagogia este ano e suas pesquisas me ajudaram muito.

Outros roteiros

Assine já a sua revista!
Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.