publicidade

Educação ambiental e Geografia: reflexão, ensino e prática

Palavra de especialista
O ensino de Geografia e a Educação ambiental estão diretamente ligados. É preciso problematizar as representações do meio ambiente de diferentes grupos sociais, permitindo aos alunos desvendar outras percepções de natureza para que se tornem agentes transformadores na sociedade

Sueli Furlan

Página de > >|
=== PARTE 1 ====

1. As contradições sociais e seus reflexos no ambiente urbano

Em São Paulo, o contraste entre os ícones urbanos e os resquícios da natureza são grandes. Na foto, prédios comerciais na região da Marginal Pinheiros. Foto: Germano Luders

Se você caminhar pelas ruas e avenidas de São Paulo (ou por outra cidade tão frenética como ela, que reproduz o modo de viver urbano), terá visões de contraste dos tempos sociais e ambientais. São Paulo, o ambiente urbano mais populoso do Brasil, tem uma aparência de opulência e escassez. Grandes prédios comerciais, shopping centers, construções em andamento, grandes redes de supermercados, uma arquitetura de vidros e metais e grandes espaços para os milhares de automóveis que trafegam dia e noite sem cessar. São Paulo ostenta a riqueza da antiga capital do café, da indústria, das finanças. A informática está em frenesi e, nos cenários metropolitanos, a internet conecta os consumidores, interliga capitais financeiros e torna o mundo conectado. Celulares e tablets por todo o canto colocam as pessoas nesse intenso movimento virtual.

Entretanto, nas diferentes paisagens veremos também uma São Paulo com favelas, edifícios de moradia popular, ar poluído, rios mortos cortando a paisagem e que desapareceram sob as avenidas. Uma cidade que bate recorde em desmatamento em direção às áreas dos mananciais. Milhares de pessoas pobres vivem nessa megacidade, que carece de trabalho digno, saneamento básico, água, escolas, áreas verdes, bibliotecas, equipamentos de saúde e outros itens indispensáveis à qualidade de vida urbana. Essa outra cidade mostra contradições que se expandem pela região metropolitana, a ponto de serem reproduzidas pela maioria dos grandes urbanos brasileiros.

Sucessos econômicos e fracassos socioambientais são vistos hoje lado a lado em todo mundo. A prosperidade financeira sem precedentes, o surgimento de instituições democráticas em muitos países e o fluxo quase instantâneo de informações e ideias de um mundo recém-interligado nos permitem enfrentar desafios negligenciados durante décadas, mas ainda é possível identificar, apesar dos avanços, permanências e retrocessos em relação às questões socioambientais. Eles formam um pano de fundo interligado às determinantes do tecido social em quase todas as contradições já brevemente explicitadas.

=== PARTE 2 ====
=== PARTE 3 ====
=== PARTE 4 ====
=== PARTE 5 ====

Página de > >|

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

 

Publicado em Fevereiro de 2014. Título original: Educação ambiental e Geografia: reflexão, ensino e prática
Comentários

 

Fundação Victor Civita © 2015 - Todos os direitos reservados.