Revista do mês
Nova Escola
Assine Nova Escola
publicidade

Série especial: História da Educação no Brasil

De onde vem e para onde vai a escola brasileira

Ana Ligia Scachetti

Os padres começaram a catequizar os índios logo que desembarcaram no Brasil. Reprodução/Coleção José Mindlin
Os padres começaram a catequizar os índios logo que desembarcaram no Brasil
Especial Consciência Negra

Desde que o ensino e a aprendizagem passaram a ser planejados e formalizados, eles sofreram muitas transformações. Nesta edição e nas próximas cinco, NOVA ESCOLA coloca foco na trajetória da Educação brasileira a partir da chegada dos portugueses. A revista publica uma série com as principais características de cada período, perguntas de concurso ligadas ao tema, a linha do tempo com os fatos marcantes de cada época e os pensadores que embasaram o ensino em mais de cinco séculos (confira a lista dos capítulos no quadro abaixo). "Devemos olhar para a história da Educação pelo tripé de quem faz (o homem), o contexto e o produto (o que foi feito), sempre com a perspectiva de entender o presente", ressalta Gisela Wajskop, diretora do Instituto Singularidades.

Compreender a trajetória da Educação é uma parte essencial da formação dos docentes. Por isso, Dermeval Saviani, professor emérito da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), sugere que essa área do conhecimento seja o eixo da organização dos conteúdos curriculares de Pedagogia. "De um curso assim estruturado se espera que forme pedagogos com uma aguda consciência da realidade em que vão atuar", diz.



Apesar da grande importância, esse conhecimento não tem recebido a devida atenção. "Hoje temos uma memória do esquecimento e o que é velho não é considerado relevante", analisa Maria Helena Camara Bastos, professora da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). "Passo o semestre lembrando meus alunos que todos acham algo moderno usar jogos, mas Platão (427-347 a.C.) já propunha isso. É fundamental que todos conheçam a história e entendam que ela é feita por nós a cada dia. Caso contrário, nossa identidade não se constrói."

Outro estudioso do assunto, Maurice Tardif, docente da Universidade de Montreal (UdeM), no Canadá, lembra que, ao chegar em uma escola, entramos em uma densa cultura educacional com mais de 2,5 mil anos de idade. As ideias e os valores que hoje permeiam o ensino vêm de tradições ocidentais. "Por exemplo, aprender a falar é um valor educativo sofista e socrático que apareceu na Grécia cinco séculos antes de Cristo", resume. Com tantos argumentos, você não precisa de mais motivos para começar a ler o primeiro capítulo da série, não é? Boa leitura!

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

 

Publicado em NOVA ESCOLA Edição 263, Junho/Julho 2013. Título original: De onde vem e para onde vai a escola
Comentários

 

 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais
Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.