Assine Nova Escola
Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

14 perguntas e respostas sobre projetos didáticos

Eles trazem a vida real para a sala de aula, envolvem mais as crianças nas atividades e, com alguns conteúdos, são a melhor forma de trabalhar. Porém, ainda geram muitas dúvidas

Anderson Moço

|< < Página de > >|
=== PARTE 1 ====
=== PARTE 2 ====
=== PARTE 3 ====

3 Todo projeto precisa ser interdisciplinar?

Não. Um projeto focado em apenas uma área tem grande valor, já que permite um mergulho mais profundo no conteúdo trabalhado. Embora, às vezes, pareça que objetivos de disciplinas diferentes estejam coordenados numa mesma proposta, muitas vezes só os relacionados a uma delas estão sendo desenvolvidos. Num cenário ainda pior - e também comum -, não são trabalhados de forma correta os conteúdos de nenhuma das áreas.

Um bom projeto é aquele que indica intenções claras de ensino e permite novas aprendizagens relacionadas a todas as disciplinas envolvidas. "Não é raro a turma apenas utilizar conhecimentos que já possui", explica Maria Alice Junqueira, professora de Pedagogia do Instituto de Educação Superior Vera Cruz, em São Paulo, e assessora de redes públicas e escolas particulares. Veja o exemplo de um projeto de Ciências que tem como objetivo ensinar procedimentos de pesquisa. Se os alunos tiverem de produzir um relatório e já forem experientes na escrita desse gênero, não é possível dizer que ele envolve a disciplina de Língua Portuguesa - afinal, eles só estão colocando em jogo o que sabem. Isso vai efetivamente ocorrer se a tarefa for produzir um artigo científico e esse tipo de texto for novo para todos.

A ideia de que projetos didáticos precisam ser interdisciplinares pode estar relacionada a uma confusão entre essa estratégia, os projetos institucionais e os temas geradores. Os projetos institucionais são ações que envolvem toda a escola em torno de um mesmo objetivo - por exemplo, produzir um jornal ou uma campanha. Nesse caso, cada professor precisa pensar em atividades relacionadas a ele para desenvolver com sua turma. Não há necessariamente um produto final ou um propósito social para o trabalho. Já quando é definido um tema gerador, como meio ambiente, cabe ao professor escolher quais serão os conteúdos a enfocar e os objetivos a alcançar. O problema, nesse caso, é organizar as atividades em cima de um tema considerado envolvente pelos alunos, em vez de fazer um planejamento baseado nas reais necessidades de aprendizagem deles.

<  AnteriorPróxima  >

=== PARTE 4 ====
=== PARTE 5 ====
=== PARTE 6 ====
=== PARTE 7 ====
=== PARTE 8 ====
=== PARTE 9 ====
=== PARTE 10 ====
=== PARTE 11 ====
=== PARTE 12 ====
=== PARTE 13 ====
=== PARTE 14 ====

 

Continue lendo a reportagem

|< < Página de > >|

katia regina paula de menezes quadros de oliveira - Postado em 08/11/2012 13:38:33

Para o corpo docente, fazer projeto ainda é visto como uma tarefa incômoda, desgastante. Matérias como esta deveriam ser leitura obrigatória para os professores. Creio que assim todos ganhariam: gestores, professores, alunos, pais. enfim, todos envolvidos no processo educativo. Enquanto insistirem com propostas surgidas na cabeça de quem manda,e simplesmente os outros obedecem, não daremos o devido valor aos projetos.

Rita Pereira de Oliveira - Postado em 02/01/2012 13:09:15

Os projetos da Revista Nova escola ajudam a desenvolver melhor algumas atividades em sala de aula. Parabenizo a revista pelo belo trabalho em diversificar os projetos. Na escola onde trabalho com uma turma de 5º ano, desenvolvi um projeto de incentivo a leitura e produção de texto com o gênero poesia, intitulado "Projeto Poesia na Escola" . Foi um sucesso. Os alunos construíram seus próprios poemas e fizeram as ilustrações. Ao final da produção literária todos os trabalhos foram avaliados e publicados em um livro que recebeu o titulo de "Ciranda Poética". Fizemos o lançamento em um momento de muita emoção. a Secretaria de educação pagou a impressão do livro e cada criança e convidados recebeu um exemplar. Hoje, a "Ciranda poética" é objeto de análise por acadêmicos de letras que já nos visitaram e de outras faculdades que aproveitaram os poemas, que são de temas diversificados, para fazerem análises sociológicas dos mesmos. Isso nos alegrou muito. Não só pelo sucesso que o nosso projeto tem feito, mas pela contribuição que tem dado a comunidade acadêmica do município. Gostaríamos de poder publicá-lo em algum veículo de divulgação educativo. O que devemos fazer? Rita Pereira - Pedreiras / Maranhão

Cacilda Aparecida Villa Ruella - Postado em 21/06/2011 15:00:51

Parabenizo, essa revista on line de grande valia para nós educadores. Hoje estaremos todos os educadores do município de Panorama explorando essa maravilhosa plataforma no nosso horário de HTPC. O computador é um grande aliado para o nosso conhecimento. Cacilda - Assessora Pedagógica.



Leia todos
Publicado em NOVA ESCOLAEdição 241, Abril 2011, com o título Tudo o que você sempre quis saber sobre projetos
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas impressas!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.