Revista do mês
Nova Escola
Assine Nova Escola
publicidade

Como corrigir os erros dos alunos com o objetivo de ajudá-los a avançar

Uma boa correção de provas é aquela em que o professor trabalha os resultados da classe para orientar a melhor forma de superar as dificuldades

Beatriz Santomauro

Página de > >|
=== PARTE 1 ====

Você aplica uma prova, estabelece critérios para a correção, soma o valor de cada questão, atribui uma nota final, comunica o resultado à turma e... O que vem depois? Se a opção for seguir adiante com novos conteúdos, a avaliação não terá cumprido boa parte de seu papel. A riqueza de informações obtidas com base nas provas permite ao professor entender em que estágio de desenvolvimento o grupo se encontra. Para os estudantes, é um bom momento para rever os erros e avançar naquilo que ainda não foi, de fato, aprendido. "Faz toda a diferença analisar as dimensões dos equívocos. Isso auxilia na indicação daquilo em que cada um precisa evoluir e como trabalhar para alcançar melhoras", explica Jussara Hoffmann, consultora de avaliação e professora aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Para aproveitar essa oportunidade ao máximo, o primeiro passo é organizar as informações a serem interpretadas. Anote num diário os dados sobre o desempenho de cada aluno, tomando o cuidado de dividir os erros por categorias (leia na página seguinte o exemplo dos tipos mais comuns em Matemática). Ao fazer isso, você conseguirá um panorama dos problemas mais recorrentes. Já é possível começar a planejar a ação.

=== PARTE 2 ====
=== PARTE 3 ====

Continue lendo a reportagem

Página de > >|

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

 

Publicado em NOVA ESCOLA Edição 231, Abril 2010.
Comentários

 

 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais
Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.