Assine Nova Escola
Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Plano de Aula

Textos científicos em Biologia

Planeta Sustentável

Conteúdo relacionado

Este plano de aula está ligado à seguinte reportagem de VEJA:

Objetivos
Apresentar à turma a linguagem científica e mostrar como trabalhar com ela

Conteúdos
Linguagem científica

Tempo estimado
Duas aulas

Introdução

O professor da área científica - seja ele Biólogo, Físico ou Químico - tem na reportagem "O prazer das gêmeas e outros mistérios da natureza", publicada em VEJA, uma ótima oportunidade para mostrar aos alunos o conceito de Ciência.

A revista comenta o trabalho do biólogo Fernando Reinach, em especial seu livro "A Longa Marcha dos Grilos Canibais", no qual defende a transposição da linguagem presente em artigos científicos para aquela mais palatável. Aproveite o texto e este plano de aula para mostrar à turma como trabalhar com textos científicos e de divulgação.

Desenvolvimento

1ª aula
Inicie a atividade perguntando aos estudantes se já leram, alguma vez, um artigo científico? Diga a eles que devem ser aqueles textos publicados em grandes revistas de Ciência, não encontradas em bancas de jornal. Provavelmente serão poucos os alunos que tiveram contato com este tipo de texto.

Explique à turma que, nesta aula e nas próximas, eles vão ter contato com textos científicos e exercitar a leitura. Para isso, leve-os à sala de informática e peça que acessem o site de periódicos da Capes - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Caso a escola não possua laboratório, imprima alguns textos disponíveis no site e leve-os à classe). Explique aos alunos que, nesta página, é possível visualizar, na íntegra, uma série de revistas científicas brasileiras e estrangeiras.

Dica para o professor

Antes da aula, faça você mesmo o caminho de busca no site da Capes e conheça os textos disponíveis. Com isso, vai ficar mais fácil orientar a turma na hora da escolha dos materiais para o trabalho e mostrar a eles quais textos são mais simples, quais são complexos demais.

 

Divida os estudantes em duplas e peça que escolham, no site, um texto que julguem interessante. A única exigência é que seja recente - publicado há menos de três anos -, em português e que trate de um assunto que os desperte atenção e interesse.

Peça que as duplas tentem ler o texto. Em seguida, proponha que eles relatem as dificuldades encontradas e pontuem as diferenças entre o material disponível no site da Capes e os textos que estão acostumados a ler. Os alunos devem notar que a linguagem científica é mais complexa e permeada de palavras que eles não conhecem.

Pergunte à classe qual o objetivo dos textos científicos. Para que público eles são escritos? Os alunos devem perceber que esses materiais são criados por pesquisadores para serem lidos por outros cientistas. O uso de uma linguagem mais complexa faz sentido, neste caso, à medida que o leitor está familiarizado com ela e consegue compreendê-la.

Pergunte aos estudantes, então, quais as alternativas para tornar esse conhecimento mais acessível. Para ajudar na resposta, peça que leiam a reportagem O prazer das gêmeas e outros mistérios da natureza, publicada em VEJA.

Pergunte a eles qual a importância do trabalho realizado por Fernando Reinach e conclua com a turma que os textos de divulgação aproximam a pesquisa científica do público geral.

2ª aula
Peça que os alunos se reúnem nas duplas e explique que, nesta aula, serão eles os responsáveis por produzir um texto de divulgação sobre a pesquisa encontrada no site da Capes. Para isso, proponha que comecem pesquisando na internet traduções que já foram feitas sobre o conteúdo que escolheram. A pesquisa pode ser guiada pelo nome dos autores ou por alguma especificidade do texto - um nome científico, por exemplo. (Veja sugestões de sites de busca ao final deste plano).

Diga aos alunos para selecionarem alguns textos de divulgação e lerem com atenção. Oriente o trabalho, pedindo que a turma procure identificar as principais informações contidas no texto e tente explicá-las com suas palavras. É importante que o professor esteja próximo às duplas e esclareça o significado de expressões que não fazem parte do vocabulário da turma. Cada nova palavra deve ser anotada no quadro, para que os demais alunos tomem conhecimento. Pergunte aos alunos se os textos de divulgação encontrados conseguiram traduzir a informação contida no texto científico. Ficou mais claro qual foi a descoberta feita pelo cientista?

Terminada essa leitura das referências, é hora de produzir os textos de divulgação, que serão expostos na escola. Proponha que os alunos tentem traduzir as informações, tendo como objetivo fazer com que os colegas de sala entendam o conteúdo. Lembre-os que a produção do texto envolve quatro etapas: planejamento - escolha das informações e organização das ideias; textualização - produção da primeira versão do material; revisão - checando se as informações estão corretas, se fazem sentido; edição - produção da versão final, com os ajustes necessários.

Terminado o trabalho, peça que os alunos troquem os textos entre si e tentem explicar qual descoberta científica o colega quis traduzir.

Ler em todas as disciplinas

Ensinar a turma a ler textos de diversas fontes é função da escola. Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais:

"É importante que o aluno possa ter acesso a uma diversidade de textos informativos, pois cada um deles tem estrutura e finalidade próprias. Trazem informações diferentes, e muitas vezes divergentes, sobre um mesmo assunto, além de requererem domínio de diferentes habilidades e conceitos para sua leitura."

(MEC, 1997, PCN; volume 4 - Ciências Naturais, página 124)

Avaliação
Leve em conta o envolvimento dos alunos no processo de aprendizagem, desde a escolha das pesquisas, passando pela habilidade de trabalhar em grupo, chegando na qualidade e no impacto do trabalho final.

Quer saber mais?

Bibliografia
Ciências: fácil ou difícil?, de Nélio Bizzo
Ciência num piscar de olhos, de Luiz Augusto Mordegan

Sites

Revista Ciência & Educação - UNESP Bauru
Revista Investigações em Ensino de Ciências - Instituto de Física, UFRGS Porto Alegre
Revista FAPESP
Revista Ciência Hoje

 

Consultoria Luiz Caldeira Brant
professor da Universidade Federal de Santa Maria (RS)

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas impressas!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.