Assine Nova Escola
Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Plano de Aula

Como fazer um perfil biográfico

VEJA na Sala de Aula

Conteúdo relacionado

Este plano de aula está ligado à seguinte reportagem de VEJA:

Mostre à turma a diferença entre perfil biográfico e biografia e incentive a prática deste gênero textual pesquisando a trajetória dos escritores imortais da Academia Brasileira de LetrasEscritor brasileiro Machado de Assis (1839-1908) Imagem: Wikmedia Commons

Escritor brasileiro Machado de Assis (1839-1908), fundador da Acedemia Brasileira de Letras. Pintura de Henrique Bernadelli (1858 - 1936). Fonte: Wikmedia Commons

  Objetivos
- Aprende a identificar as características do gênero biográfico
- Compreender a biografia como gênero literário
- Praticar o gênero textual por meio da biografia de personalidades da literatura brasileira


Conteúdos
- Gênero narrativo: perfil biográfico e biografias

Anos
- Ensino Médio

Tempo estimado
Duas aulas ou três aulas

Materiais necessários
- Infográfico sobre o perfil biográfico dos membros da Academia Brasileira de Letras.
- Trechos de obras biográficas selecionadas pelo professor

Introdução

O gênero narrativo tem na biografia uma das suas mais profícuas manifestações. Nas últimas décadas, a publicação de biografias de personalidades da cultura, música e literatura tem chamado atenção para esse gênero tão interessante.

Por meio deste tipo de texto é possível  conhecer histórias, curiosidades e informações sobre a vida de pessoas que contribuíram ou deixaram sua marca, de alguma maneira, na história da humanidade.

É preciso distinguir a biografia no campo da narrativa: apesar de muitas obras biográficas poderem ser comparadas com romances, de tão peculiar, interessante, agitada que possa ter sido a vida do biografado, o gênero biográfico está situado no campo das narrativas não-ficcionais. A seguir, listo características do gênero que o professor precisa conhecer antes de planejar a aula:

Isenção

Para produzir uma biografia, é preciso, antes de tudo, empreender minuciosa pesquisa sobre os acontecimentos que serão narrados.  Deve-se levar em conta que a responsabilidade de narrar a vida de outrem é bastante grande. Os detalhes devem ser todos expostos com o cuidado da isenção: não se deve tomar partido.

A biografia como gênero pode servir para esclarecer pontos obscuros da vida e da obra de um autor e lançar luz à sua obra, a partir dos acontecimentos de sua vida. Entretanto, uma biografia bem produzida serve não apenas para esclarecer detalhes ou sanar nossa curiosidade a respeito da vida de uma personalidade das artes, da música ou da ciência. Uma biografia bem escrita nos dá também informações sobre as condições de vida, a sociedade, a economia, a cena artístico-cultural, a época de vida do biografado.

 Ghost Writer e Autobiografia
A biografia pode narrar a história de personagens já falecidos ou ainda vivos. Muitas vezes, o interesse em ter a história de sua vida narrada parte do próprio biografado. São comuns os textos autobiográficos. Transformar em texto as ideias dos outros é tarefa para o chamado ghost writer que pode ser um jornalista ou escritor contratado para dar forma ao texto narrado. O perfilado ou biografado pode contratar o ghost writer para contar sua história.

Forma

O autor de uma obra biográfica é chamado de biógrafo. Geralmente, a narrativa biográfica segue o esquema tradicional da narrativa: uma introdução (que, em geral, remete às origens familiares e sociais do personagem biografado); o desenvolvimento (que narra a história de vida do biografado, com riqueza de detalhes, e também realiza análise crítica de sua vida e tenta, de algum modo, situá-la no contexto histórico-social de sua época) e a conclusão (que faz um balanço da importância da vida do biografado, sua contribuição para o campo em que atuou, e no caso de um personagem ainda vivo, traz compreensão para seu trabalho contemporâneo).

Vivência

No caso da biografia de personalidades ainda em vida, é comum que o biografo tenha uma convivência com o biografado e as pessoas de seu cotidiano para registrar detalhes. É um trabalho fundamentalmente de observação 

Em caso do biografado já morto, o escritor procura parentes, amigos e pessoas relacionadas. Neste caso, é um trabalho fundamentalmente de documentação e reconstitução.

Texto detalhado

Na biografia, dados importantes sobre as origens históricas, a formação político-religiosa, as origens familiares e sociais, as datas importantes, o local de nascimento e os locais por onde estudou, morou ou passou, as pessoas com quem se relacionou, a profissão, os cônjuges e os filhos, devem sempre ser narrados com riqueza de detalhes.

Recursos de diversos estilos

Por sua característica peculiar, a biografia faz uso de recursos da literatura, do jornalismo e da historiografia em sua constituição.

Indicações de biografias atuais

Nos últimos anos, o mercado editorial tem lançado obras biográficas ou auto-biográficas com bastante sucesso. Livros como "John Lennon - a vida", de Philip Norman (sobre a vida do ex- beatle), "Steve Jobs", de Walter Isaacson (que narra a vida do fundador da Apple); "Clarice,", de Benjamin Moser (um romance biográfico a respeito da vida de nossa maior escritora); "50 anos a mil", biografia de Lobão escrita com a colaboração de Claudio Tognolli; "Maldito - a vida e o cinema de José Mojica Marins", de André Barcinski e Ivan Finotti, "Chatô - Rei do Brasil", obra em que Ruy Castro narra a vida do empresário pioneiro da comunicação no Brasil, Assis Chateaubriand, são alguns exemplos de obras biográficas que fizeram bastante sucesso entre os leitores. Essas obras também tiveram importância na renovação do interesse sobre a obra dos biografados. 

Utilize o infográfico que apresenta o perfil biográfico de todos os membros da Academia Brasileira de Letras, desde sua fundação nesta proposta de aula. Aproveite para apresentar à turma este gênero narrativo. Questione junto dos alunos os motivos tanto interesse na leitura de obras biográficas. Ao final, incentive seus alunos a produzirem perfis biográficos de algum dos imortais encontrados no infográfico.

 

Desenvolvimento
1ª etapa
Professor: diferencie para a tuma o perfil biográfico da biografia.

O primeiro é um texto curto, que apresenta de forma geral aspectos da vida do biografado, sem se aprofundar. É utilizado como uma introdução à vida do biografado.

A biografia, por sua vez, é um trabalho de pesquisa, que geralmente exige do biógrafo dedicação e pesquisa meticulosa, detalhista, sobre a vida e a obra da personagem biografada. Estimule seus alunos a pesquisarem/lerem a biografia de uma personalidade. Lembre-os que ao final desta série eles serão orientados a produzir um perfil biográfico. A leitura de biografias pode ser um grande estímulo à leitura e a produção de texto.

2ª etapa
Inicie perguntando aos alunos se eles compreendem a definição de biografia. Procure saber se eles já leram a biografia de alguma personalidade. Peça que contem, rapidamente, um pouco da leitura que fizeram.

Em seguida, apresente as características da biografia.

Gênero narrativo, cujo objetivo é contar a história da vida de alguém.

Segue o esquema clássico da narrativa - introdução, desenvolvimento e conclusão.

O autor da biografia é chamado biógrafo e seu trabalho inclui pesquisa meticulosa, além da imersão na vida e no tempo do biografado.  Não custa lembrar seus alunos que uma biografia de valor é justamente aquela que não faz concessões. O trabalho de um biógrafo não reside na tentativa de "santificar" a personalidade biografada, mas justamente, trazê-la o mais próximo possível da realidade humana natural. Isso significa que uma boa biografia é aquela que não se exime em narrar os defeitos, as falhas, os medos, os erros, os aspectos negativos do biografado - ainda que sejam suas características positivas as que possam trazer interesse para a narrativa.

Lembre os alunos de que o texto da biografia é expositivo e narrativo. Verifique se eles conhecem estes conceitos. Explique que a biografia conta a história da vida de alguém em detalhes. Em geral, o biógrafo deve omitir suas opiniões subjetivas, e ater-se a dados precisos e objetivos, como datas, locais, acontecimentos registrados e comprovados.

3° etapa
Após fazer a introdução das características da obra biográfica, proponha a produção de um pequeno texto narrativo. Peça aos alunos que se dividam em duplas. Cada membro da dupla ficará responsável por escrever uma pequena narrativa biográfica a respeito do seu par. Para isso, devem recolher, através de perguntas, seus dados básicos: filiação, origem, data de nascimento, locais onde viveu, acontecimentos marcantes. Ainda que o texto seja curto - com no máximo três parágrafos - não custa lembrar que o texto deve conter um título e ser apresentada em terceira pessoa.

Peça que os alunos tragam o resultado deste trabalho para a próxima aula.

4ª etapa
Inicie esta etapa pedindo que os alunos leiam os perfis biográficos produzidos.

Dê sequência ao trabalho perguntando:

- O que eles sabem sobre a Academia Brasileira de Letras?

- O que eles conhecem de machado de Assis, fundador da ABL.

Anote as respostas no quadro. A seguir, apresente o infográfico de Veja sobre os membros da ABL.

Fale brevemente sobre a origem da ABL e o prestígio que ela possui. Você pode sugerir uma pesquisa rápida no site da ABL para esta atividade.

Em seguida, selecione alguns dos acadêmicos no infográfico - não mais do que 5 ou 6 - e pesquise o perfil com a turma. Para contextualizar com a história e a relevância da ABL, é interessante falar sobre o perfil biográfico do escritor e fundador Machado de Assis e de autores mais recentes como Paulo Coelho, escritor brasileiro que mais vende livros no mundo.

Note que o comentário crítico que aparece após o perfil deixa clara a intenção de manter a imparcialidade analítica a respeito do biografado. Isso permite que possamos diferenciar um perfil biográfico ou a biografia (que procura narrar de maneira isenta todos os acontecimentos da vida do biografado) de um panegírico, que seria um texto elogioso, que exalta apenas as qualidades da pessoa homenageada.

Após esta atividade, indique que os alunos selecionem e pesquisem, a partir dos modelos apresentados no infográfico, um escritor. Depois, solicite que eles produzam um perfil biográfico em forma de narrativa do imortal escolhido (os integrantes da ABL são chamados de imortais).

Deixe claro que eles devem produzir um texto narrativo rico em detalhes, mesmo se tratando de um perfil biográfico. Existem muitas fontes de consulta para os membros da ABL, além do próprio infográfico de Veja. 

Este trabalho deve ser iniciado na sala de aula e concluído em casa. Após sua finalização, peça que os alunos leiam para os colegas os textos produzidos.

Escritores da Academia Brasileira de Letras.De pé: Rodolfo Amoedo, Artur Azevedo, Inglês de Sousa, Bilac, Veríssimo, Bandeira, Filinto de Almeida, Passos, Magalhães, Bernardelli, Rodrigo Octavio, Peixoto.Sentados: João Ribeiro, Machado, Lúcio de Mendonça e Silva Ramos. Imagem: Wikmedia Commons

Escritores da Academia Brasileira de Letras. De pé: Rodolfo Amoedo, Artur Azevedo, Inglês de Sousa, Bilac, Veríssimo, Bandeira, Filinto de Almeida, Passos, Magalhães, Bernardelli, Rodrigo Octavio, Peixoto. Sentados: João Ribeiro, Machado, Lúcio de Mendonça e Silva Ramos. Fonte: Wikmedia Commons

Avaliação
Ao final do trabalho, observe se os alunos conseguiram:

a) Compreender o texto biográfico como parte do gênero narrativo;
b) Entender a importância da pesquisa para compor uma narrativa biográfica; 
c) Diferenciar o perfil biográfico da biografia; 
d) Produzir perfis biográficos de personalidades por eles escolhidas. 

Para avaliar todos esses tópicos, utilize as atividades propostas durante o desenvolvimento, em especial o perfil biográfico solicitado sobre um membro ABL.

André Rosa
Professor de Literatura e Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas impressas!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.