Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Sequencia Didatica

Nelson Rodrigues: biografia e obra

VEJA na Sala de Aula

Conteúdo relacionado

Este plano de aula está ligado à seguinte reportagem de VEJA:

Apresente a vida do dramaturgo que deu início ao teatro moderno no Brasil e utilize uma de suas obras para propor uma leitura dramática à turma

Nelson Rodrigues

Objetivos

  • Analisar e apreciar uma peça de teatro
  • Discutir sobre um espetáculo teatral
  • Fazer uma leitura dramática


Conteúdo

  • Dramaturgia brasileira
  • Nelson Rodrigues

Anos
Ensino Médio

Tempo estimado

Três aulas

Materiais necessários

  • Computadores com acesso à internet
  • Cópias da peça escolhida pelos alunos para a leitura dramática

Flexibilização
Para alunos com deficiência visual
Se um dos adolescentes for deficiente visual, a sugestão é que a peça de Nelson Rodrigues seja apresentada no formato de novela de rádio. Além de facilitar a apresentação para o aluno que não enxerga ou vê com muita dificuldade, o resto da turma terá a oportunidade de ter contato com um gênero que não existe mais.

Introdução
Se Nelson Rodrigues estivesse vivo completaria neste dia 23 de agosto 100 anos. O dramaturgo, hoje conhecido e estudado no mundo todo, foi taxado por muitos como pornográfico, mas se autodeclarava  um reacionário.

Moralista pra uns, indecente pra outros, sua obra revelava a a faceta mais bela e perversa da classe média brasileira, em especial a carioca dos anos 1950.

Na resenha de Diego Braga Neto, disponível no site da revista VEJA, podemos destacar uma síntese da obra rodriguiana feita pelo próprio dramaturgo: "meu teatro é de pouquíssimos grã-finos. O que eu gosto, e o que me fascina, ou é a classe muito baixa ou então a classe média. A classe média é formidável. Quando escrevo sobre ela, me debruço sobre ela nas minhas varandas, vejo como é humana, como é interessante."

Desenvolvimento
Aula 1
A sugestão para começar a aula é introduzir o contexto histórico e cultural da primeira metade do século 20. Pesquise antes de iniciar a sequência didática e leve imagens do período e informações sobre os eventos mais relevantes. Com esta apresentação, contextualize o período descrito nas peças que os alunos vão estudar.

Logo após pergunte se um dos estudantes já leu ou assistiu alguma peça de Nelson Rodrigues. Pelo centenário do autor, é possível que alguns alunos já tenham visto algumas montagens que estão em cartaz.

Após este levantamento, apresente o resumo de algumas peças e pergunte aos alunos quais desejam ler. A primeira sugestão é "Vestido de Noiva". Nesta obra as cenas acontecem no campo da memória, do presente e da alucinação. Se considerar a peça complexa, a segunda sugestão é a peça "Boca de Ouro", que conta a história da morte do personagem principal em três versões diferentes.

Faça uma leitura em voz alta do começo do texto,  interpretando as falas de cada um dos personagens e mostrando as características aparentes. É importante ler porque, assim, parte da dramaticidade fica mais claro para quem ouve. Reserve o fim da aula para que a turma comente o que achou da leitura. Peça também uma comparação com os dias de hoje, propondo questões como:

A dramaturgia de Nelson Rodrigues ainda dialoga com a atualidade?
Os assuntos das peças são atuais?
Por que ler ou montar uma peça de Nelson Rodrigues?



Aula 2
Distribua cópias do texto "Por que Nelson Rodrigues faz tanta falta - por ele mesmo", disponível no site da revista VEJA para uma leitura coletiva. Destaque este trecho:

A já batida frase de Lev Tolstói : "se queres ser universal, começa por pintar a tua aldeia" - -foi levada ao pé da letra por Nelson Rodrigues, que transpôs dramas, amores, taras e violência universais para os subúrbios cariocas. Mesmo antes da ascensão da classe C, que hoje protagoniza novelas e é alvo de lançamentos imobiliários e pacotes turísticos, Nelson já colocava suas personagens e histórias nos subúrbios, levando o chamado "núcleo pobre" para o centro do palco". (Diego Braga Neto).

Partindo deste argumento, inicie um debate sobre a vida e a obra de Nelson Rodrigues. O site oficial sobre o dramaturgo contém uma boa biografia que pode ajudá-lo.

Comente que naquela época era muito comum que o dramaturgo acompanhasse a montagem de um texto seu e, se necessário, propunha alterações nas falas e no número de personagens na cena. Este tipo de interferência também foi feita por Shakespeare em suas peças. Hoje é um pouco mais difícil que isso aconteça, exceto nas companhias de teatro que têm seus próprios autores.

Como atividade, divida a turma em grupos e peça uma leitura dramática da peça escolhida. Cada aluno deve ler as falas de um personagem, ensaiando uma interpretação conforme o texto. Peça que os estudantes listem as principais dúvidas para entender as cenas e esclareça os pontos levantados.

Para a leitura dramática é fundamental que os alunos entendam os seguintes pontos:
- Quais as circunstâncias dadas pelo texto
- Onde, quem e o quê?
- Oque as personagens estão fazendo?
- Quem são esses personagens?
- Onde eles estão?
- Quais os objetivos de cada personagem?
- Por que o autor está tratando deste assunto no texto?


Em alguns casos é preciso de alguns objetos (adereços de cena) para que a cena fique clara. Por exemplo:

Boca de Ouro:- Está vendo ali? mande sua mulher pegar (em cima da mesa tem um pacote com o dinheiro). É interessante, na hora de leitura ter um pacote com papel, como se fosse dinheiro em cima de uma mesa, pois a personagem não fala o que é, e o público precisa visualizar para entender  e não achar que é outra coisa.

Se tiver optado pela peça "Vestido de noiva", alguns vídeos na internet mostram encenações desta obra. Acesse e mostre aos alunos.

Nessa leitura o professor pode enfatizar as expressões usadas por Rodrigues como "batata!", o ritmo rápido de seus diálogos e as rubricas curiosas como esta presente na peça "Boca de Ouro":
Boca de ouro(rindo como uma criança) -Magra?
Leleco (com um meio riso cruel) -Não sabe?
Celeste (Quase sem voz); Leleco (com triunfante crueldade) - O desconhecido! Não era desconhecido? (...)

Divida a turma para a organização da peça. Uma parte da sala deve ficar responsável pela divulgação da apresentação na escola e outra  por falar sobre Nelson Rodrigues antes da apresentação. Esta pesquisa servirá para apresentar o autor antes do início da leitura dramática.

Aula 3

Este é o momento da apresentação! Arrumem a sala para que pareça um ambiente de espetáculo, com palco e plateia. Antes do início da leitura, alguns alunos deverão apresentar quem foi Nelson Rodrigues e destacar para o público os momentos mais marcantes de sua biografia.

Avaliação

É importante que os alunos aprendam a analisar a peça escolhida. Isso significa que eles terão compreendido o contexto da produção e aprendido a diferenciar as características mais marcantes de cada personagem. Observe também se aprenderam mais sobre Nelson Rodrigues e a época em que viveu e produziu suas peças de teatro. 

Mônica Andréa Grando
Professora do Centro Universitário Barão de Mauá e do Teatro Escola Macunaíma em São Paulo.

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.