Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Plano de Aula

Função dos alimentos, lição para deixar a turma saciada

Planeta Sustentável

Objetivos
Informar sobre as vantagens nutritivas do café da amanhã e estimular uma alimentação saudável

Conteúdo relacionado

Reportagem da Veja:

Introdução
Em 1978, Roberto Carlos contou, por meio de uma de suas mais românticas canções, que no dia seguinte ia pedir um café-da-manhã para ele e uma suposta amante. Sem se importar com o tempo que corria lá fora, o compositor sussurrou à musa que a próxima refeição de ambos seria o jantar. De acordo com um estudo americano citado por VEJA, o casal tomou a decisão mais acertada para começar o dia. Afinal, fazer a refeição matinal ajuda a queimar calorias, evita exageros na hora do almoço e até emagrece. Leia a boa nova com a turma e use-a como inspiração para examinar o comportamento dos alimentos em nosso organismo. A análise de alguns cardápios das cinco regiões brasileiras vai deixar a aula com gostinho de quero mais. De preferência, de manhã bem cedo.

Revise os principais grupos de alimentos e suas funções. Providencie cópias do "Mapa do metabolismo" (abaixo) e dos cardápios que acompanham as fotos e distribua para os estudantes.



Para debater
Oriente a leitura da reportagem e destaque o papel da insulina, um conceito estudado no capítulo relativo ao sistema endócrino. Enriqueça as informações e diga que esse hormônio, um polipeptídeo fabricado por algumas células do pâncreas, estimula a síntese de glicogênio e a produção de gordura, como informa o texto de VEJA. Pergunte se todos os alimentos consumidos em excesso se transformam obrigatoriamente em gordura. Em seguida, lance mão do mapa metabólico e mostre nele a via que parte da acetil-CoA e explique a relação à classe.

Instigue os adolescentes a imaginar uma situação ocorrida há cerca de um milhão de anos, época em que ainda não existia o Homo sapiens. Naquele tempo, nossos ancestrais viam-se obrigados a correr atrás do almoço - e suavam muito mais para não ser devorados por outros predadores da fauna pré-histórica. De que forma os hominídeos costumavam obter alimentos? Como eram as refeições? Ouça as opiniões e conte que, por causa da escassez de comida, só levava vantagem evolutiva o indivíduo que fosse capaz de se poupar ao máximo e, ao mesmo tempo, estabelecer um equilíbrio entre o passar do dia e as necessidades energéticas e calóricas ingeridas.

Explore o título da reportagem. Não é uma contradição termos vivido mil milênios de evolução marcados pela poupança de gordura e agora lutarmos com todas as armas para sermos magros? A comida, em algum momento, será mesmo um fardo? Conte que uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBGE ligou o sinal de alerta para a obesidade dos brasileiros. Os estudantes vêm acompanhando o assunto? Volte ao texto de VEJA e discuta a atitude das pessoas que não tomam café-da-manhã. Como será que a "evolução" da espécie age sobre elas? Os fãs mais radicais do desjejum se imaginam vivendo a experiência?

Oriente uma comparação entre a primeira refeição americana e a brasileira. Comece pela ingestão de alimentos ricos em fibras. VEJA destaca uma das funções dessas estruturas - aumentar a sensação de saciedade. Acredita-se que pratos integrais, altamente fibrosos, são digeridos vagarosamente e garantem uma absorção mais lenta de glicose. Sendo assim, a taxa de açúcar no sangue não sofre grandes variações e a de insulina, por sua vez, também não. Questione a vantagem emagrecedora dessa relação com base nas informações da reportagem. Lembre que, não havendo muita insulina no sangue, pouca gordura será produzida.

Fale também sobre a famosa combinação de café-com-leite e pão com manteiga, tão comum nas mesas brasileiras. Ressalte que tanto o leite quanto a manteiga contêm gordura, mesmo que no primeiro caso ela seja pouca. O pão de farinha de trigo industrializada, por seu turno, é facilmente digerido pelo organismo e a quantidade de glicose que passa para o sangue, de uma só vez, é grande. Não vai ser difícil concluir que muita glicose despejada no sangue exige a presença de mais insulina.



Atividades
Proponha uma pesquisa sobre como diminuir a "velocidade" de digestão da farinha refinada presente em pães e bolos e de comidas ricas em açúcar de cana. A adição de alimentos fibrosos é o primeiro passo - os jovens precisam saber disso. Explore os cardápios mostrados neste roteiro. Oriente os jovens a calcular a quantidade de calorias de cada prato, bem como o tipo de nutriente que fornece ao nosso corpo. Se houver oportunidade e interesse, prepare um - ou vários - desses menus.

Consultoria Marcos Engelstein
Professor do Ensino Fundamental do Colégio Santa Cruz e assessor de Ciências do Colégio Anglo-Brasileiro, ambos de São Paulo

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.