Assine Nova Escola
Revistas do mês
Nova Escola
Gestão Escolar
publicidade

Plano de Aula

Explique aos estudantes o que são fontes históricas

Planeta Sustentável

Objetivos
Estabelecer relações entre as diversas produções da cultura e os achados arqueológicos para compreender os processos históricos

Conteúdo relacionado

Reportagens da Veja:

Introdução
Nesta edição de VEJA, duas reportagens sobre descobertas arqueológicas realizadas recentemente na África e na Europa são ótimos pontos de partida para uma lição sobre fontes históricas — aqueles vestígios deixados pelo homem que permitem datar e compreender os acontecimentos de outrora. Utilize os textos para mostrar à turma a importância desses achados e apresente alguns dos importantes estudos que vêm sendo desenvolvidos no Brasil.

Atividades
Pergunte o que os estudantes entendem por fonte e documento históricos. Serão os papéis considerados legais (registros de cartório, leis, textos de jornais etc.) as únicas fontes do conhecimento histórico? Em que medida objetos da cultura material, como vasos ou roupas, também podem ser empregados para que conheçamos o modo de vida de uma sociedade? Questione.

Peça que os alunos destaquem algumas questões sobre o tempo histórico citado por VEJA. Se houver necessidade, faça uma revisão da escala temporal para a turma. Depois, pergunte o que mais chama a atenção nas reportagens. Alguém já tinha ouvido falar da rainha de Sabá? E o Vesúvio, que informações os jovens têm sobre esse vulcão italiano? Em seguida, solicite uma lista das fontes históricas encontradas nas duas pesquisas arqueológicas. Lembre que são feitas referências a inscrições, utensílios domésticos, objetos de cerâmica, vestígios de estruturas das construções etc. Como esses elementos nos ajudam a desvendar os fatos do passado?

Lance uma proposta: comparar os dados levantados nos dois sítios arqueológicos para compreender os tipos de fontes. O reino de Sabá desapareceu por volta do ano 600, enquanto o vilarejo romano teria sumido do mapa mais de 2000 anos antes. As fontes históricas sobre o primeiro sítio são escritas — passagens da Bíblia e do Corão — e as do segundo são de um período em que os europeus desconheciam qualquer alfabeto. Que lição é possível extrair dessas informações?

Por fim, explore outras descobertas recentes e suas relações com a nossa história. Na África do Sul, foram desenterrados em uma caverna fragmentos de argila com desenhos geométricos. Valendo-se de técnicas confiáveis de datação, os cientistas apuraram que as peças têm 77000 anos — são as mais antigas no que se refere ao uso de uma linguagem simbólica pelo homem.

No litoral de Cananéia (SP), pesquisadores localizaram um navio que naufragou no século XIX. Perto dali, em terra firme, são procurados restos de alimentos consumidos pelos nativos ao longo dos séculos. Nesse caso, o lixo tornou-se objeto de investigação histórica. Também são realizadas escavações arqueológicas em cemitérios de escravos no Rio de Janeiro, em áreas onde existiram quilombos — como o de Palmares, em Alagoas —, e em locais que abrigaram grandes populações, como Canudos, na Bahia. A finalidade é uma só: conhecer a história dessa gente, sua cultura e os episódios que eles viveram.

Para uma próxima aula, proponha que os alunos se reunam em grupos e estudem em detalhes os exemplos citados acima, além de outras pesquisas arqueológicas em andamento no país. Algumas informações sobre elas podem ser obtidas nos sites indicados abaixo.

Veja também:

BIBLIOGRAFIA
Arqueologia
, Pedro Paulo de Abreu Funari, Ed. Ática, tel. (11) 3346-3000

INTERNET
MAE
Itau Cultural

 

Consultoria Roberto Catelli Junior
Professor de História do Colégio Santa Maria e coordenador para o vestibular do Colégio Humboldt, ambos de São Paulo

Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários
 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais

Assine suas revistas impressas ou digitais!

Compre suas revistas impressas!

Compre suas revistas digitais e e-books!

Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.