Revista do mês
Nova Escola
Assine Nova Escola
publicidade

Doenças

O que é pneumonia?

Eliza Kobayashi

"Pneumonia é uma infecção pulmonar que se apresenta clinicamente na forma de tosse, com ou sem catarro, febre e falta de ar", define Gustavo Prado, pneumologista e diretor de assuntos científicos da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia. "Quando uma pessoa fica com essa doença, os segmentos pulmonares acometidos pela infecção são preenchidos por uma mistura de muco respiratório e pus, que é formada por líquido que extravasa dos capilares sanguíneos, dos glóbulos brancos e das bactérias. Tudo isso se acumula nos alvéolos e dificulta bastante a troca gasosa, isto é, a captação de oxigênio e a eliminação do gás carbônico". Em geral, a enfermidade é causada por bactérias, principalmente o pneumococo, mas também pode ser provocada por alguns vírus, como o da influenza, e, mais raramente, por outros micro-organismos como fungos e protozoários. 

No período de inverno, os casos de pneumonia aumentam consideravelmente. "O ar seco favorece a permanência mais prolongada dos vírus no ar, o que de certa forma é um fator facilitador. Além disso, o frio faz com que as pessoas se aglomerem mais em ambientes fechados, tornando mais fácil o contágio de algumas infecções, especialmente as virais, como resfriados", alerta o médico. Segundo ele, a maior ocorrência de gripes nessa estação do ano também pode debilitar ainda mais os indivíduos com predisposição ao desenvolvimento de formas mais graves de infecções, tornando as condições mais favoráveis ao aparecimento de problemas respiratórios.

Quando uma pessoa apresenta os principais sintomas da doença, o médico confirma o diagnóstico por meio de uma radiografia do tórax. "A presença de uma ou mais opacidades nos pulmões indica que o paciente está com pneumonia", afirma Gustavo Prado. Segundo ele, o tratamento mais indicado, em geral, é o uso de antibióticos, por se tratar de infecção causada por bactérias. "Mas é importante ressaltar que uma avaliação médica especializada se faz necessária para um diagnóstico preciso e a escolha do tratamento mais adequado. Em alguns casos, os sintomas ou alguns exames complementares apontam para a suspeita de outras causas, como vírus ou outros agentes infecciosos, daí se indica um tratamento mais direcionado". Nos casos mais graves ou de pessoas com fatores de risco para complicações, como idosos, bebês e portadores de outras enfermidades que comprometem o sistema imunológico, é necessário internar o paciente, em média, por dois a dez dias. Mas quando a pneumonia é leve, Gustavo Prado afirma que o tratamento pode ser feito até mesmo em casa.

Apesar disso, a pneumonia deve ser levada a sério. Se não tratada adequadamente, pode até provocar a morte. "Se acometer uma extensão muito grande do pulmão, a troca gasosa mencionada anteriormente fica comprometida, ou seja, há uma incapacidade do sistema respiratório de satisfazer as necessidades de oxigenação do sangue para os demais tecidos do corpo", explica o pneumologista. "Além disso, há o risco das infecções desencadearem a produção de diversas substâncias inflamatórias pelos glóbulos brancos. Como algumas delas têm efeito dilatador dos vasos sanguíneos, levam a uma queda de pressão que, se acentuada, pode evoluir para uma falência circulatória".

Para se evitar a doença, o especialista diz que, infelizmente, não existe uma forma infalível de prevenção, mas dá algumas dicas: "De maneira geral, adotar hábitos saudáveis de vida, como uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos. Não fumar pode diminuir muito os riscos de desenvolver infecções em geral". Apesar das pneumonias bacterianas não serem contagiosas na maior parte dos casos, as provocadas por vírus podem ser transmitidas pelo contato com secreções respiratórias eliminadas em pequenas gotículas através da tosse ou do espirro. Por isso, outros cuidados, como lavar sempre as mãos e utilizar lenços de papel descartáveis sobre a boca e o nariz quando for tossir ou espirrar também são hábitos recomendados pelo especialista.

 

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários

 

Publicado em Agosto 2009,
Assine já a sua revista!
Nova Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.